Quem gosta de carros desportivos, certamente adoraria chamar seu a um dos mais belos Ferrari jamais produzidos, o elegante 458 Spider. Para além de agressivo, rápido e terrivelmente eficaz, este desportivo tem ainda a particularidade de ser o último dos modelos desta gama da marca transalpina a recorrer a motores atmosféricos – na ocasião o 4.5 V8 capaz de debitar 570 cv, o que lhe permite passar pelos 100 km/h ao fim de somente 3,4 segundos, para depois continuar alegremente até aos 320 km/h. Porém, talvez seja melhor não optar por esta unidade que a Copart tem à venda, dado o veículo exibir algumas características que desagradarão à maioria (totalidade?) dos potenciais clientes.

A Copart, uma (estranha) empresa especializada em comercializar carros acidentados, está neste momento a leiloar uma unidade do 458 Spider, que pode encontrar novo dono por um valor módico. Tudo porque a viatura em questão ardeu por completo, não restando uma única peça com a forma original, o que até se compreende dado o Ferrari ser integralmente construído em alumínio, fibra de vidro e de carbono, inclusivamente a mecânica.

O objectivo desta empresa do Texas é proporcionar ao público uma plataforma onde veículos acidentados podem ser leiloados. O que se à primeira vista pode parecer um meio algo dado à vigarice, na prática, torna possível a quem tenha dado um forte toque de traseira adquirir um modelo acidentado similar, que tenha batido de frente e que ainda mantenha os painéis posteriores da carroçaria intactos.

Porém, este que foi um belo Ferrari, não tem ponta por onde se lhe pegue. E nem sequer serve para recorrer a um estratagema muito habitual neste meio, que consiste em comprar o destroço apenas pelo livrete, para depois o utilizar num outro carro idêntico, que tenha sido importado ilegalmente, ou até mesmo roubado. Isto porque o 458 Spider de 2014, que em tempos circulou pela Califórnia, foi dado como tendo ardido, pelo que nada com este VIN pode voltar a circular sem a devida inspecção. E, depois destas fotos, as suspeitas de actividade ilegal vão ser muitas e variadas.