As 39 pessoas — 31 homens e oito mulheres — que foram encontradas mortas esta quarta-feira dentro do atrelado frigorífico de um camião num parque industrial em Essex, no Reino Unido, eram de nacionalidade chinesa, confirmou a polícia local em comunicado. O condutor do camião foi detido no mesmo dia e continua sob custódia policial por suspeitas de homicídio.

Confirmamos que oito dos mortos são mulheres e 31 são homens e todos serão cidadãos chineses. Prendemos um homem suspeito de homicídio, que continua detido”, referiu a polícia de Essex em comunicado.

Ainda no âmbito deste caso, as autoridades realizaram na noite desta quarta-feira buscas a três propriedades em County Armagh, na Irlanda do Norte, país de onde é natural Mo Robinson, o condutor do camião. Cada um destes 39 cidadãos chineses vai ser sujeito “a um processo completo de investigação médica para estabelecer a causa da morte” antes de se proceder à sua identificação. “Esta será uma operação essencial e, nesta fase, não podemos estimar quanto tempo estes procedimentos vão levar”.

Além de estarem a tentar identificar os 39 adultos que foram dados como mortos no local, a polícia está também com uma investigação paralela para tentar perceber se as redes de crime organizado — que poderão estar por detrás de uma recente onda de operações de tráfico de seres humanos com migrantes que tentam entrar no Reino Unido — estão também envolvidas neste caso.

Ao longo do dia de ontem [quarta-feira], os nossos detetives trabalharam com outros parceiros para iniciarem as investigações destas mortes trágicas e continuamos a trabalhar para juntar as peças das circunstâncias deste evento horroroso, que levou à maior investigação da história da nossa polícia”, referiu a polícia de Essex em comunicado.

O camião onde seguiam estas 39 pessoas veio da Bélgica, mas está registado na Bulgária. Os investigadores belgas referiram, entretanto, que ainda não é claro quando é que as vítimas foram colocadas dentro do camião e se isso aconteceu em território belga.

Esta é a linha cronológica que se conhece até agora:

  • O camião entrou no Reino Unido no dia 20 de outubro, através de Holyhead, tendo viajado desde Dublin;
  • O camião recolheu o atrelado que tinha viajado desde Zeebrugge, na Bélgica, até ao porto de Purfleet, por volta do 12h30 desta quarta-feira;
  • A polícia de Essex foi chamada ao Parque Industrial de Waterglade um pouco antes da 1h40 da manhã de quarta-feira, depois de um alerta de que 39 pessoas foram encontradas mortas no atrelado do camião.

O caso mais grave de imigrantes que foram encontrados mortos em camiões, recorde-se, remonta a 2000. Nesse ano, 58 imigrantes, também eles chineses, foram encontrados na parte de trás de um camião em Dover, no Reino Unido. À data, o condutor de nacionalidade holandesa foi detido.