O Governo prepara-se para fazer, esta terça-feira, um ronda por todos os partidos com assento parlamentar para apresentar a proposta de Orçamento do Estado para 2020. Começa logo às 9h e termina à hora de almoço, sendo que só os socialistas e o Livre ficam de fora. No caso do Livre, trata-se de “impedimento de agenda”. Questionado pelo Observador, fonte daquele partido explica que o impedimento se deve ao facto de Joacine Katar Moreira estar na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, a COP25, em Madrid, juntamente com os restantes deputados dos outros partidos que fazem parte da comissão parlamentar de Ambiente.

As reuniões vão ter lugar na Assembleia da República e, do lado do Governo vai estar presente o ministro das Finanças, Mário Centeno, assim como o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, prevendo-se que cada encontro dure cerca de meia hora. O primeiro partido a ser recebido pelo Governo é o PSD, seguindo-se o Bloco de Esquerda, depois do PCP, o CDS, os Verdes, depois o Chega, depois o Iniciativa Liberal e por fim o PAN, pelas 13h. Na nota lê-se ainda que “por impedimento de agenda do Livre, a reunião com este partido realizar-se-á em momento posterior”.

Segundo apurou o Observador, o Livre e o Governo ainda não agendaram uma nova reunião, mas Joacine Katar Moreira vai regressar de Madrid já esta terça-feira à noite, um dia mais cedo do que os restantes deputados da comissão de Ambiente, para estar presente no debate parlamentar do dia 11 de dezembro, onde vão ser debatidas as propostas de alteração à Lei da Nacionalidade.

Mário Centeno vai assim apresentar aos partidos as linhas gerais da proposta do Governo de Orçamento do Estado, seguindo-se depois as negociações à esquerda para ver qual a margem que o Governo tem de acolher algumas exigências dos antigos parceiros. A proposta final do Orçamento do Estado vai ser entregue à Assembleia da República no dia 16 de dezembro.