De uma forma ou de outra, já todos chegámos nos últimos dias à mesma conclusão. Passou o Natal, terminou 2019, começou 2020, já tivemos o primeiro dia do ano, o primeiro fim de semana do ano, a primeira semana do ano. Acabaram as semanas pela metade, os feriados à terça ou à quarta, a noção de uma qualquer quinta-feira é domingo e a ideia de que ser sexta-feira ou fim de semana é quase a mesma coisa. Terminaram as festividades: e tudo voltou ao normal.

André Almeida e uma ressurreição de quem viu a Luz (a crónica do Benfica-Desp. Aves)

Menos para Bruno Lage. No meio de toda esta lógica, o treinador do Benfica parece ser o único que continua a ter motivos para celebrar, festejar e comemorar mesmo depois do Natal e da passagem de ano. No fim de semana anterior, onde conquistou uma difícil vitória em Guimarães e viu o FC Porto não largar a retaguarda ao ganhar em Alvalade, Bruno Lage assinalou um ano enquanto treinador do Benfica — dado recordado pelo próprio clube, pelo próprio técnico na conferência de imprensa e pela comunicação social, que se apressou a juntar números e estatísticas para recordar que o último ano civil da carreira de Lage foi extraordinariamente bom.

Passou mais uma semana. E Bruno Lage continua a ter motivos para festejar. Com a vitória desta sexta-feira frente ao Desp. Aves, no Estádio da Luz, o treinador do Benfica tornou-se o mais rápido da história do futebol português a conquistar 100 pontos na Primeira Liga. Lage precisou, entre a segunda metade de 2018/19 e a primeira de 2019/20, de “apenas” 35 jornadas para chegar aos três dígitos de pontos — acrescentando-se o facto de essas 35 jogadas contabilizarem entre si 104 pontos, ou seja, o treinador só perdeu quatro pontos no Campeonato desde que assumiu o comando técnico dos encarnados.

https://twitter.com/playmaker_PT/status/1215740995297476609

Com este feito, Bruno Lage ultrapassou ainda o de Artur Jorge, treinador que era até agora o mais rápido de sempre a chegar aos 100 pontos. Entre 1984/85 e 1985/86, temporadas em que o FC Porto foi campeão nacional, o então treinador dos dragões só precisou de 38 jornadas para atingir uma centena de pontos na Liga. Na flash interview, Lage defendeu que o Benfica fez uma “exibição muito boa em termos ofensivos”. “Tivemos uma produção superior para fazer apenas dois golos, aliás acho que este foi o jogo em que criámos mais oportunidades de golos. Mas defensivamente não gostei muito. Temos trabalhado para não permitir o espaço que oferecemos ao Desp. Aves para chegar ao golo. Temos de continuar a trabalhar e evoluir para crescer e ser uma equipa no seu todo”, disse o treinador.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Há uma união muito forte e um apoio muito fantástico. Os adeptos nunca enervaram a equipa e sentimos o apoio deles. Foi por isso que a equipa acreditou sempre”, acrescentou Bruno Lage. Frente ao Desp. Aves, e com especial intensidade na segunda parte, o Benfica estabelece um novo recorde de remates feitos num único jogo esta temporada: tentou 36 vezes chegar ao golo, registando então uma eficácia inferior a 1%.