Os números não são bonitos. Segundo a campanha de consciencialização ambiental Zero Waste Week, são produzidos todos os anos 120 mil milhões de embalagens pela indústria da cosmética. Destas, estima-se que apenas 12% do plástico seja reciclado e que o cartão usado para embalar perfumes e cremes contribua para a perda de mais de sete milhões de hectares de floresta anualmente. Depois dos parabenos e dos testes em animais, e com o problema do descartável na ordem do dia, é hora de declarar guerra às embalagens de utilização única, que deitamos fora em perfeito estado, só porque estão vazias?

A tendência da reutilização começa a ganhar força e o granel já chegou aos cremes, óleos, champôs e perfumes. E são vários os exemplos. No final de 2019, a marca portuguesa Benamôr lançou o primeiro serviço de refill na nova loja na Lx Factory, em Lisboa, em que o cliente pode reencher uma garrafa de alumínio – feita em Portugal pelo mesmo fabricante, desde 1926 – com creme de corpo ou sabonete líquido as vezes que quiser. Também na Lx Factory, e também portuguesa, a Unii permite comprar óleos essenciais a granel, basta levar o frasquinho de vidro, como nas antigas mercearias. A incontornável Maria Granel, que começou pela alimentação e pelos artigos para a casa, tem desde maio os champôs profissionais e de agricosmética Oway disponíveis para reenchimento. E marcas de luxo como a Louis Vuitton e a Lancôme lançaram, igualmente no ano passado, um serviço em que os clientes podem levar o seu perfume vazio à loja e enchê-lo novamente. Um gesto que segue a pioneira Mugler, que em duas das suas fragrâncias (Angel e Alien) tem a opção de frascos recarregáveis, frascos esses que podem ser reabastecidos em todas as lojas Sephora, numa fonte criada para o efeito.

Não é só o ambiente que agradece. Num estudo citado pela Forbes, metade dos consumidores do Reino Unido disse estar disposto a pagar mais pelos produtos para evitar as embalagens de plástico – num incentivo a inovações biodegradáveis, que também têm surgido, e à utilização de vidro e alumínio, ambos 100% recicláveis –, mas a verdade é que a opção do granel, quando disponível, acaba também por ser mais económica para o consumidor. Veja-se o exemplo dos perfumes Louis Vuitton: se um frasco de 100 mililitros custa 210 euros, o reenchimento tem praticamente 40% de desconto e fica por 125€. Ou da Mugler: uma recarga de Alien custa 40,55€ contra os 76,55€ da embalagem de 30 mililitros original.

Embalagens para quê?

Se o granel permite respeitar o conceito de economia circular, no sentido de incentivar à reutilização de um recurso já existente, tentando dar tempo à natureza de se regenerar, no chamado movimento desperdício zero há também marcas a virarem os seus esforços para a remoção completa das embalagens. Em 2018, a Lush abriu as suas duas primeiras lojas “package free“, em Milão e Berlim, tendo lançado mundialmente – incluindo em Portugal –, a gama “Atreve-te a sair do pote“, onde para além dos clássicos sabonetes em barra se incluem também esfoliantes, champôs, óleos corporais e até maquilhagem (bases e batons), tudo sem embalagem.

Esfoliante sólido, sem embalagem, e ainda por cima giro. Da Lush.

Num verdadeiro regresso ao passado, em 2019 a britânica The Body Shop – que nasceu em 1976 e nos primórdios pedia aos clientes que trouxessem os frascos vazios para os abastecerem novamente a um preço reduzido, pela inexistência de embalagens suficientes para responder à procura –, abriu em Londres uma loja com uma estação de refill de gel de duche e também blocos da famosa manteiga de karité para cortar e comprar à fatia. Nessa loja, a marca lançou também uma ação de reciclagem em que os clientes são incentivados a levarem os produtos que terminaram para serem reciclados dentro do mesmo circuito. Segundo o gabinete de comunicação da marca ainda não há planos concretos para trazer o conceito para Portugal, mas a tendência está lançada e promete juntar-se a outras de consumo para a nova década.

Na fotogaleria reunimos 10 marcas de beleza para comprar a granel, sem embalagem ou em recargas.