Os ventos de 150 km/h da tempestade Ciara — que está a afetar o norte da Europa — ajudaram um avião da British Airways (BA) a bater o recorde de voo transatlântico subsónico (ou seja, a uma velocidade inferior à velocidade do som) mais rápido de sempre. Mesmo apesar de ter partido 17 minutos atrasado.

Segundo a CNN, que cita o Flightradar24 (que monitoriza voos em tempo real), o Boeing 747 fez a ligação Nova Iorque-Londres em apenas 4h56 minutos, à medida que a tempestade se aproximava do Reino Unido. O avião chegou ao aeroporto de Heathrow às 4h43 da madrugada deste domingo, quase duas horas antes do tempo previsto. Segundo o mesmo site, o tempo médio da travessia entre Londres e Nova Iorque é de 6h13.

O recorde da BA explica-se com o facto de a aeronave ter atingido uma velocidade máxima de 1.327 km/h à boleia dos intensos ventos da tempestade Ciara. “Se não estamos em erro, a BA rouba agora o recorde da travessia subsónica entre Nova Iorque-Londres à Norwegian [companhia aérea norueguesa]”, escreveu o Flightradar24 na rede social Twitter, ao anunciar o recorde.

O voo da BA até pode ter batido o recorde de voo transatlântico subsónico mais rápido de sempre, mas fê-lo por muito pouco. Um voo da Virgin Airbus, que aterrou em Heathrow pouco depois da aeronave da BA, demorou apenas mais um minuto do que a companhia britânica a fazer a mesma travessia. Um outro avião, também da Virigin, levou mais três minutos a completar o mesmo trajeto. Os três voos bateram, assim, o recorde que era anteriormente detido pela Norwegian, desde janeiro de 2018, de 5h13.

A tempestade Ciara chegou a território europeu através do Reino Unido e já fez estragos no norte da Europa — com três feridos na Escócia, vários voos cancelados e milhares de pessoas sem eletricidade.

Notícia corrigida com a velocidade do vento da tempestade Ciara