A Skoda já nos habituou às versões RS de alguns dos seus modelos, a começar pelo Octavia e, de momento, oferece uma com motor 2.0 TSI sobrealimentado a gasolina com 245 cv. Porém, prepara-se para introduzir uma nova versão desportiva, o RS iV, que fornece a mesma potência mas à custa de uma mecânica híbrida plug-in (PHEV).

O novo Octavia RS iV monta a mesma mecânica que já vimos nos também recentes Golf GTE e Leon eHybrid, que juntam o já conhecido motor 1.4 TSI turbo a gasolina, com 150 cv, a uma unidade eléctrica com 116 cv. No total são 245 cv, uma vez que a potência do motor eléctrico é modulada para fornecer mais força nos regimes em que o motor de combustão mais necessita.

Mas uma das qualidades que promete ser mais apreciada no novo RS iV é a sua capacidade de percorrer até 60 km – segundo o método WLTP – em modo eléctrico, ou seja, sem consumir gasolina e sem poluir. A energia que alimenta o motor eléctrico está armazenada numa bateria de iões de lítio, com 13 kWh de capacidade, que garante a mencionada autonomia.

Após esgotada a bateria, o sistema de gestão de energia reserva sempre um mínimo de electricidade para garantir que o Skoda consegue continuar a funcionar como híbrido, usufruindo do motor eléctrico, cuja força é superior à do motor sobrealimentado a gasolina (300 Nm contra 250).

Além das vantagens que oferece ao utilizador, quando chegar ao nosso país, o Octavia RS iV beneficia ainda o construtor, uma vez que o WLTP o favorece na forma como determina consumos e emissões. Daí que este Skoda PHEV anuncie um consumo de apenas 1,3 l/100km, a que correspondem 30 g de CO2 por km, valor sobre o qual incidem alguns dos impostos automóveis em Portugal.