O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, contratou um militante do PS e apoiante da sua candidatura à federação distrital de Viseu, para motorista do seu gabinete no governo. A contratação foi feita a 21 de abril, em pleno estado de emergência por causa da pandemia de Covid-19. O próprio João Paulo Rebelo tinha divulgado, na sua página de Facebook, a 6 de março, o apoio de José Botelho, eleito pelos socialistas em Cinfães, que é agora seu motorista e se mantém um dos seus principais apoiantes naquela concelhia. Ao Observador, o secretário de Estado justifica que os motoristas dos gabinetes são “cargos de confiança” e que por isso podem ser “livremente nomeados e exonerados“.

Há outro problema nesta nomeação: o motorista já teve de responder no passado em tribunal por conduzir sob o efeito de álcool. O secretário de Estado confirma o caso, mas lembra que aconteceu já em 2013 e que atualmente José Botelho tem “o máximo de pontos na carta“. O motorista reside no distrito de Viseu, tal como o secretário de Estado, que em tempos de pandemia — em que coordenou a aplicação do estado de emergência na região centro — passa mais tempo na sua terra. Assim, apesar da secretaria de Estado se localizar na Avenida Infante Santo, em Lisboa, João Paulo Rebelo contratou um motorista local de confiança, justificando que o “automóvel” é atualmente a “extensão do gabinete“.

A nomeação está a deixar indignados militantes da federação do PS de Viseu, ouvidos pelo Observador, que consideram que esta escolha é “eticamente duvidosa“, já que um mês e meio antes da nomeação o militante, agora motorista do Governo, apoiou uma das candidaturas.

Começando pelo início, desde janeiro que são conhecidos dois candidatos à Federação do PS de Viseu: o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, e o deputado José Rui Cruz. Os apoios dividiram-se e, na concelhia do PS-Cinfães, José Rui Cruz ficou com o apoio do presidente da câmara, Armando Mourisco. Na resposta, a 3 de março, João Paulo Rebelo divulgou quem era o homem da sua candidatura naquela concelhia: José Carlos Amaral Botelho, tesoureiro na junta de freguesia de Cinfães. Isso mesmo foi partilhado pelo governante na sua página de Facebook a 6 de março, destacando que José Botelho apoiava a sua candidatura, “PS com futuro”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.