Além do ministro Adjunto Pedro Siza Vieira, também o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, acumulou funções. Durante 22 meses, o secretário de Estado foi também gerente de uma empresa pessoal de exploração de mirtilos, avança o Correio da Manhã.

A empresa com sede em Viseu foi criada no final de 2012. Quatro anos depois, a 14 de abril de 2016, João Paulo Rebelo tomou posse como secretário de Estado da Juventude e Desporto. Só a 31 de janeiro de 2018 é que renunciou o cargo de gerente da João Paulo Rebelo, Unipessoal, Lda, segundo o mesmo jornal.

O secretário de Estado esclareceu ao CM que “recebeu a 31 de janeiro de 2018 a informação da AR de ser incompatível o exercício simultâneo de gerente da referida sociedade e o exercício do cargo de secretário de Estado, ao contrário do que acontecia enquanto deputado“. Por isso, nesse dia, tomou “a decisão de renunciar ao exercício do cargo de gerente da referida sociedade” — decisão que, segundo João Paulo Rebelo, formalizou “por carta, no dia 8 de fevereiro de 2018.”