Há 63 casos de infeção pelo novo coronavírus num lar de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora: são 46 utentes e 17 funcionários. Há já oito casos confirmados de infeção na comunidade.

Depois de a RTP ter avançado, esta manhã, que havia três casos de infeção na comunidade, o presidente da Câmara Municipal indicou, esta tarde, que foram identificados mais casos, após serem conhecidos os resultados dos 200 testes que foram realizados durante o fim de semana: uma família de cinco pessoas.

Em declarações à TVI e à RTP, José Calixto enalteceu a capacidade de testagem que foi demonstrada na região, referindo que o número de casos no lar de idosos implica uma testagem “o mais generalizada possível”.

Desde ontem [domingo] que temos uma área dedicada à Covid em Reguengos e hoje [segunda-feira] já foram feitos mais de uma centena de testes. Aguardamos os resultados de todos eles”, disse o autarca, acrescentando que pode haver uma “explosão do número de testes, se houver ligações entre as funcionárias do lar e outras instituições de apoio à terceira idade.” “Tudo depende das cadeias epidemiológicas que se suspeitar.”

No domingo confirmou-se mais um teste positivo, que estava antes inconclusivo, no caso de um utente do Lar Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), indicou José Calixto.

Quatro idosos de lar de Reguengos de Monsaraz levados para hospital por precaução

Foram destacados pelo exército seis militares que estão, desde domingo, a dar apoio ao lar, informou hoje o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) à Lusa.

A equipa de seis militares é composta por um médico, um enfermeiro, um socorrista e três militares para apoio, provenientes do Centro de Saúde Militar de Évora e do Regimento de Cavalaria n.º 3, segundo um comunicado do EMGFA.

Este pedido abrange o apoio logístico, de saúde e avaliação de processo de desinfeção das instalações do lar, ainda segundo o comunicado. O apoio foi pedido ao EMGFA pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Relativamente aos voluntários que irão substituir os 17 funcionários do lar que estão de quarentena, José Calixto referiu que o processo ainda está a decorrer e que espera que esteja concluído ainda esta semana. “Entre quarta-feira e quinta-feira esperamos que as equipas venham reforçar os 17 profissionais e outros que estão exaustos.”

As escolas e creches de Reguengos de Monsaraz estão encerradas “por precaução” a partir desta segunda-feira, anunciou o presidente do município. À RTP, o autarca acrescentou que estão a ser avaliadas “todas as situações de outros setores”, nomeadamente o setor da restauração.

Com três casos positivos na comunidade, temos que ter a tranquilidade possível par aguardar mais resultados e tomar as medidas certas na altura certa.”

Quatro dos idosos que testaram positivo para a Covid-19 foram transportados por precaução para o Hospital do Espírito Santo, em Évora, e um deles já teve alta.

Os restantes utentes infetados encontram-se sob vigilância no lar ou em casas de familiares, enquanto os funcionários que testaram positivo estão em isolamento nas suas residências.

Aumento de casos em lares. “Há indisciplina dos familiares” nas visitas aos idosos