A Madeira mantém 99 casos de infeção pelo novo coronavírus, com 93 doentes já recuperados e seis ativos, um dos quais está internado no Hospital Central do Funchal, indicaram esta quarta-feira as autoridades de saúde.

Os seis casos ativos consistem em casos importados, identificados no contexto das atividades de vigilância implementadas na Unidade de Rastreio de Covid-19 do Aeroporto da Madeira”, esclarece o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), em comunicado.

Três destes doentes são residentes no arquipélago e três são não residentes.

No contexto da operação de rastreio de viajantes à entrada nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo, há a reportar um total cumulativo de 6.268 colheitas para teste à Covid-19 realizadas no local até às 18h00 do dia de hoje”, sublinha o IASAÚDE.

Esta operação nos aeroportos do arquipélago teve início em 01 de julho, na sequência de uma resolução do Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP, que substituiu o regime de quarentena pela obrigatoriedade de os passageiros apresentarem um teste negativo realizado até 72 horas antes do início da viagem, ou, então, a efetuá-lo à chegada.

Atualmente, 8.222 pessoas estão identificadas e acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da região, agora com recurso a uma aplicação, designada ‘MadeiraSafeToDiscover’, 4.314 das quais estão em vigilância ativa.

Até ao dia 14 de julho, foram contabilizadas na região 1.556 notificações de casos suspeitos de Covid-19, 1.457 das quais não se confirmaram”, indica o IASAÚDE.