The Memory Police, um dos seis romances que integravam a shortlist deste ano do International Booker Prize, vai ser publicado em Portugal em novembro, pela editora Relógio d’Água.

A obra de ficção da japonesa Yoko Ogawa fala sobre uma ilha onde pessoas e coisas desaparecem misteriosamente, levadas pela Memory Police (a polícia da memória). Descrito pelos prémios Booker como uma fábula “bela, assombrosa e provocadora”, The Memory Police, publicado originalmente nos anos 90, é um romance sobre o poder da memória e o trauma da perda.

Yoko Ogawa, de 58 anos, é considerada uma das mais importantes autoras japonesas, tendo recebido os mais importantes prémios literários do Japão. A sua extensa bibliografia é composta por mais de 50 obras, como Revenge, Hotel Iris, The Housekeeper and the Professor e a coletânea de novelas The Diving Pool.

Marieke Lucas Rijneveld, dos Países Baixos, vencem International Booker Prize

O International Booker Prize foi entregue este ano Marieke Lucas Rijneveld (que se apresenta no plual), dos Países Baixos, por The Discomfort of Evening. O anúncio foi feito durante a tarde desta quarta-feira pelo presidente do júri de 2020, Ted Hodgkinson, durante um evento online apresentado por Razia Iqbal, jornalista da BBC. Rijneveld, de 29 anos, são os mais novos a vencer o International Booker e os primeiros de nacionalidade holandesa.