O que têm Oliveira da Serra, Fula e Andorinha em comum? O grupo empresarial que as detém. A Sovena é um grupo português da Nutrinveste, um dos nomes mais relevantes no segmento do azeite e dos óleos alimentares à escala mundial. Com muitos anos de existência, o grupo Sovena volta a reescrever a sua história e renova a sua marca corporativa. Feeding Futures é a nova assinatura da empresa, que será refletida no seu novo símbolo.

5 perguntas a Loara Costa diretora de Marketing do Grupo Sovena

Mostrar Esconder
  1. Quais os objetivos da renovação da marca?
    A nova imagem vem traduzir melhor aquilo que é a identidade e propósito da Sovena: uma referência global na indústria agrícola e alimentar, que não se esgota no azeite e no óleo alimentar; uma marca atenta à evolução das tendências da alimentação e uma empresa empenhada na ligação sustentável entre a terra e a mesa e dedicada à preservação do melhor que a natureza dá e à resposta aos desafios da alimentação global.
  2. Em que medida este passo se traduz numa mudança de rumo?
    Mais do que conceber um novo símbolo e uma nova assinatura, acreditamos que o significado que acompanha o rebranding da marca Sovena espelha a visão que nos move: fazer parte da alimentação do futuro.
  3. O que muda na prática?
    Uma reformulação de marca com esta dimensão tem impacto tanto na nossa cultura interna, nas pessoas, como na visão estratégica da empresa, nos nossos negócios e marcas. Existem também mudanças de estrutura que acontecem motivadas pelo rebranding, como por exemplo, a criação de uma área que tem como missão pensar no futuro (New Ventures & Sustainability).
  4. Porquê a assinatura Feeding Futures?
    Reflete o nosso propósito de uma forma simples e pragmática: o de acelerar os próximos passos na área da alimentação.
  5. Numa empresa com mais de 100 de história, qual a importância de inovar?
    Temos plena consciência de que, se queremos continuar a alimentar os próximos cem anos, precisamos nos aproximar cada vez mais do que é, e será, valor para os nossos clientes, consumidores e para o planeta. Daí a importância de inovar constantemente.

O reforço do posicionamento visionário e sustentável surge num momento decisivo no mercado agrícola e alimentar. As marcas do grupo – produtoras e fornecedoras de bens essenciais – são reconhecidas pelo azeite e pelo óleo alimentar mas não se ficam por aí: são referência no mercado precisamente porque acompanham as suas tendências e se adaptam aos diferentes momentos que este atravessa. Só no ano passado, o Grupo Sovena comercializou mais de 200 mil toneladas de azeite e faturou um total de 1200 milhões de euros, o que só vem roborar a sua posição de liderança no setor do azeite à escala mundial. E, como se sabe, de mãos dadas com o sucesso está sempre a responsabilidade, pelo que a empresa assume o compromisso – agora mais que nunca – de reconstruir o ciclo da alimentação como forma de reequilibrar o planeta.

“Somos uma empresa que atua em todas as fases da cadeia de valor, em mais de 70 países, com as melhores práticas e uma procura contínua de inovação ao nível do produto, packaging e negócio”, explica Jorge de Melo, CEO da Sovena. Com uma presença global mas uma atuação tão local quanto possível, o grupo lê cada mercado através das suas especificidades em termos de palato e hábitos de consumo, adaptando a sua oferta consoante as necessidades do consumidor – cada vez mais exigente.

É de olhos postos num futuro mais sustentável que, em 2020, chega o momento de reforçar o posicionamento da Sovena como um grupo empenhado “na ligação sustentável entre a terra e a mesa”, como explica Loara Costa, diretora de Marketing do grupo. É nesse sentido que a Sovena garante atuar de forma consciente e responsável, assegurando as mais recentes certificações de segurança alimentar, apostando constantemente na investigação e na inovação e reduzindo o impacto das suas atividades através da gestão eficiente da energia e dos resíduos nelas implicados.