A Câmara da Covilhã vai lançar uma plataforma digital, funcionando como uma espécie de centro comercial online, onde os comerciantes do concelho poderão colocar os seus produtos à venda, anunciou esta sexta-feira o presidente do município.

Com a denominação “Compras na Covilhã”, o programa será promovido por este município do distrito de Castelo Branco, em parceria com a Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor, e tem como tem como principal objetivo ajudar a revitalizar e dinamizar o comércio local, principalmente no contexto de pandemia de Covid-19.

Embora o projeto seja lançado tendo por base uma estratégia de longo prazo para a economia local, assume especial relevância no atual contexto pandémico e na época natalícia que se avizinha”, afirmou Vítor Pereira (PS), na sessão pública do executivo, durante a qual apresentou o programa.

Segundo garantiu, a plataforma começará a funcionar na primeira semana de dezembro e, neste momento, já conta com 75 estabelecimentos aderentes.

Sublinhando que o projeto coloca a Covilhã “na vanguarda das novas soluções de revitalização do comércio local, o autarca esclareceu que o projeto será financiado pela autarquia e que está acessível a estabelecimentos de venda de produtos ou serviços que tenham um espaço aberto concelho.

Os comerciantes ou negócios aderentes terão uma loja própria dentro da plataforma, com capacidade para um catalogo até mil produtos cada. Já os clientes encontram, num único lugar, “uma grande variedade de serviços e marcas e podem comprar artigos em diferentes lojas, com muita rapidez agilidade e segurança”.

As compras podem ser recebidas em casa ou levantadas diretamente nos estabelecimentos comerciais e o portal permite ao cliente comprar produtos de diferentes lojas com um único pagamento”, detalhou Vítor Pereira.

A plataforma “Compras na Covilhã” também terá muitas outras funcionalidades e tem associado um programa de comunicação integrada. Além disso, será ainda implementado um programa de “vouchers” e um cartão de fidelização para toda a rede, que funcionará com um sistema de pontos que poderão depois ser trocados por descontos em compras futuras nos espaços aderentes.