A clínica Montepio Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, suspendeu os serviços de atendimento devido à existência de 18 casos de Covid-19 na instituição, que prevê retomar consultas e exames no dia 7 de janeiro.

Os testes realizados confirmaram a existência de “nove utentes do serviço de internamento, quatro enfermeiros e cinco auxiliares infetados com Covid-19”, disse hoje a Lusa o presidente do Conselho de Administração (CA) do Montepio Rainha Dona Leonor, João Marques Pereira.

Perante a deteção do surto, no último piso do serviço de internamento da instituição, a direção “entendeu ser prudente tomar medidas de salvaguarda”, tendo sido determinado o encerramento de “todos os serviços de atendimento abertos ao exterior”, nomeadamente consultas e exames médicos, medida que vigora desde o dia 24 e que “irá manter-se até que tudo possa ser retomado a 100%, depois de todos os profissionais e utentes serem testados e todo o edifício ser desinfetado”, explicou o administrador.

O plano de contingência está esta segunda-feira dia 28 de dezembro, a ser executado com a colaboração das autoridades de saúde locais, a proteção civil, a GNR e a Escola de Sargento do Exército (ESE), onde estão a ser instalados utentes do Montepio, não infetados com Covid-19.

“São dez idosos residentes no Lar, que se encontra em obras, e que por esse motivo se encontravam instalados no piso 1 da ala assistencial, cujo espaço vai ser necessário para instalar os doentes infetados, enquanto decorre a desinfeção do piso superior”, afirmou Marques Pereira.

O plano prevê ainda que ao longo desta semana “todo o edifício seja desinfetado e todos os profissionais e utentes, num total de cerca de 170, sejam testados”. Só depois, “previsivelmente no dia 7 de janeiro de 2021, haverá condições para reabrir todos os serviços com 100% de segurança”, disse ainda o presidente do CA.

O Montepio Rainha D. Leonor é uma instituição mutualista fundada em 1860, nas Caldas da Rainha, que se dedica à prestação de serviços de saúde e à gestão de um condomínio de residências assistidas para idosos, com 96 apartamentos.

Caldas da Rainha, que integra a lista dos concelhos com risco elevado, regista esta segunda-feira 28 de dezembro, 240 casos ativos, de acordo com o último boletim de situação epidemiológica publicado pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria. Desde o início da pandemia, 935 pessoas tiveram testes com resultados positivos para o novo coronavírus, 676 recuperaram e 19 morreram.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.765.049 mortos resultantes de mais de 80,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 6.619 pessoas dos 394.573 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.