Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Domingo e segunda-feira foram marcados pela vacinação de profissionais de saúde contra a Covid-19, que a diretora-geral da Saúde disse estar a correr muito bem e com uma adesão elevada. Até ao final do dia de terça-feira, as 9.750 vacinas recebidas no dia 26 de dezembro deverão ter sido todas administradas, disse Graça Freitas na conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde. João Paulo Gomes, investigador do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (Insa), também participou para falar sobre a nova variante do SARS-CoV-2 detetada no Reino Unido.

João Paulo Gomes confirmou que os 18 casos detetados no arquipélago da Madeira correspondem à variante britânica do SARS-CoV-2, embora tenha negado que um desses casos esteja ligado à região de Lisboa e Vale do Tejo, onde, diz, ainda não ter sido detetada esta nova variante. “Apesar de ter sido noticiado a existência de um caso associado a Lisboa e Vale do Tejo, essa informação não se confirma”, diz o investigador. “Todos os casos estão associados ao arquipélago da Madeira.”

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.