A casa de Di María em Paris (Neuilly-sur-Seine) foi assaltada e a família sequestrada, este domingo, durante o jogo do Paris Saint-Germain com o Nantes, no Parque dos Principes. De acordo com o L’Equipe, o jogador argentino foi substituído em lágrimas aos 62 minutos de jogo e informado por responsáveis do clube do que estava a ocorrer.

De acordo com a imprensa francesa, foi assaltada também a casa de outro jogador nas mesmas condições, durante o jogo do PSG-Nantes. O site RMC Sport revela que se trata de Marquinhos e de uma casa onde estavam os pais do brasileiro, que terão também sido sequestrados. Entretanto o Le Figaro explica esta segunda-feira que o “homejacking” sofrido pelo internacional argentino foi “extremamente violento” e deu-se na presença de “vários membros da sua família e filhos”. O jornal francês esclarece que não há, ainda assim, nenhuma “tragédia a lamentar”. As casas de Di Maria e Marquinhos situam-se a poucos metros uma da outra e ficam na zona de Neuilly-sur-Seine.

Mauricio Pochettino, o treinador do PSG, foi informado da situação pelo diretor desportivo Leonardo Araújo, tirou o jogador de campo e foi o próprio a acompanhá-lo até ao balneário, altura em que é possível ver o técnico a falar com o argentino quando estavam a abandonar o campo.

Veja aqui o momento em que o antigo jogador do Benfica foi substituído e informado, a partir dos 37 segundos:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Di María já sofreu tentativa de assalto em Inglaterra

Esta não é a primeira que Ángel Di María tem um problema deste género. Quando vivia em Inglaterra e jogava no Manchester United, o argentino sofreu uma tentativa de home jacking (uma espécie de car jacking, mas em casa) quando estava a jantar com a família na residência.

A casa de luxo numas das melhores zonas de Prestbury tinha piscina interior, jacuzzi, salão de jogos, ginásio e muita área de jardim, mas o susto e o trauma com que ficou a mulher do jogador levou Di María a abdicar de tudo e a colocar a casa à venda por cerca de 5,7 milhões de euros.

Na altura, o antigo jogador do Benfica recusou-se mesmo a ficar naquela casa até que fosse vendida e mudou-se com a família para um hotel de luxo antes de optar por outra residência.