O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, irá presidir esta segunda-feira ao Conselho de Competitividade, no qual espera um “debate importante” sobre a redução da dependência estratégica da economia europeia.

À entrada do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, sede da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), Siza Vieira adiantou que os ministros responsáveis pela competitividade dos 27, na vertente da indústria e do mercado interno, vão “fazer um debate importante sobre a autonomia estratégica da Europa“.

“Basicamente, vamos tentar discutir com os Estados-membros e com a presença da Comissão [Europeia] o que é que a Europa deve fazer para reduzir a sua dependência estratégica relativamente a componentes e matérias-primas, e procurar também assegurar a resiliência do nosso continente perante disrupções que possam ocorrer nas cadeias de valor”, indicou o ministro, minutos antes do início da videoconferência.

Além disso, os ministros terão uma “discussão importante” sobre a comunicação da Comissão Europeia designada A década digital da Europa“, apresentada em 9 de março. Nesta discussão, Siza Vieira quer “tentar ter uma apresentação, por parte da Comissão, daquilo que são os objetivos que se definem para esta próxima década em termos da conectividade, em termos das qualificações, em termos de uma economia e de uma sociedade mais digitais” na Europa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Vamos contar também com a participação de representantes do setor privado, que nos darão a sua perspetiva sobre estes dois importantes tópicos para o nosso futuro coletivo”, acrescentou.

Siza Vieira preside esta segunda-feira a um conselho informal dos ministros da competitividade, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da UE. No final da reunião, a partir das 12h15 (hora de Lisboa), o ministro fará uma conferência de imprensa conjunta com a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager (Uma Europa Preparada para a Era Digital).