Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil considerar o juiz Sérgio Moro como parcial no julgamento de Lula da Silva veio agitar ainda mais a política brasileira, polarizando as opiniões entre os apoiantes e os críticos do ex-Presidente.

Lula da Silva ainda não se pronunciou sobre o veredicto que faz com o que seu processo do triplex do Guarujá tenha de voltar à estaca zero. No entanto, a sua equipa de advogados emitiu uma nota a considerar a decisão do STF como “histórica e revigorante para o Estado de Direito”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.