439kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Segunda-feira com maior número de casos em três meses. Só Lisboa e Vale do Tejo tem tantos como todo o país há uma semana

Este artigo tem mais de 6 meses

Lisboa e Vale do Tejo concentra 55% das novas infeções reportadas no boletim desta segunda-feira. Desde 22 de fevereiro que não havia tantas infeções confirmadas durante as 24 horas de domingo.

University Reopens In Portugal
i

NurPhoto via Getty Images

NurPhoto via Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O aumento da incidência e da transmissibilidade têm como inevitabilidade o aumento do número de novos casos e, analisando os boletins da Direção-geral da Saúde divulgados nas últimas segundas-feiras, a pandemia está mesmo em crescimento. É preciso recuar mais de três meses para conseguir encontrar uma segunda-feira com tantos casos, ou sequer com um número de casos superior a quatro centenas. Em Lisboa, por exemplo, ao longo das 24 horas de domingo e até ao início desta segunda-feira foram confirmados tantos casos quanto os que todo o país registava no boletim de há uma semana.

Em consequência, Portugal passou dos 241 novos casos na segunda-feira da semana passada, para 435 novos casos esta semana. Desde 22 de fevereiro que os números à segunda-feira eram inferiores a 400, sendo que há três semanas se atingiu o registo mais baixo: 158 novos casos. Desde dia 10 de junho os números têm vindo a crescer, em três semanas os novos casos registados no início da semana quase triplicaram.

Depois de dois dias consecutivos sem registo de qualquer morte em pessoas com infeção confirmada, esta segunda-feira duas pessoas morreram em Portugal com a Covid-19, uma mulher com mais de 80 anos e um homem na faixa etária dos 60 aos 69 anos.

No que diz respeito à matriz de risco, que serve de baliza ao avançar do desconfinamento, a incidência de casos por 100 mil habitantes volta a aumentar, situando-se agora nos 63,3 casos (a nível nacional), mais 3,7 que na atualização de sexta-feira (era de 59,6). No continente o aumento da incidência foi superior (em 4,4). Esta segunda-feira os dados atualizados pelas autoridades de saúde espelham que Portugal continental tem 60,4 casos por 100 mil habitantes, quando na sexta-feira tinha para 56.

Já o R(t) mantém-se nos 1,07 a nível nacional e desceu ligeiramente no continente (de 1,07 para 1,06).

Número de pessoas internadas volta a aumentar

Ainda que uma subida inferior à de domingo, quando o número de pessoas internadas aumentou em 27, esta segunda-feira o número de pessoas infetadas com a Covid-19 a precisar de cuidados hospitalares volta a subir, para os 283 (mais 12 que no domingo). Já nos cuidados intensivos duas pessoas saíram, pelo que o número é agora de 52 doentes.

O número de casos ativos também aumenta esta segunda-feira, com mais 111 casos ativos da Covid-19 que no domingo. Ao início do dia desta segunda-feira havia em Portugal um total de 22.933 casos ativos da doença, e nas 24 horas anteriores foram dados como recuperadas 322 pessoas.

Faixas etárias dos 20 aos 39 anos com 40% dos novos casos

As pessoas entre os 20 e os 39 casos representam esta segunda-feira 39,7% do total dos novos casos, com 173 novos casos (87 dos 20 aos 29 e 86 dos 30 aos 39 anos), em sentido contrário a partir dos 70 anos foram registados apenas 36 casos.

Nas crianças e jovens até aos 19 anos foram confirmadas 79 infeções (22 até aos 9 anos e 57 dos 10 aos 19).

Idade Novos casos
0-9 anos 22
10-19 anos 57
20-29 anos 87
30-39 anos 86
40-49 anos 40
50-59 anos 72
60-69 anos 35
70-79 anos 22
Maiores de 80 anos 14
Dados: Boletim 31 maio 2021, DGS
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.