O Vietname registou no domingo um total de 5.887 contágios de Covid-19, um valor que quadruplicou, em apenas um dia, os 1.456 casos detetados durante todo o ano de 2020.

O novo valor máximo de infeções diárias registado no domingo levou as autoridades a endurecer esta segunda-feira as restrições de movimento das pessoas em 19 províncias do país.

Até ao momento o país contabilizou oficialmente 254 mortos.

A zona de Ho Chi Minh (antiga Saigão) é o epicentro da nova vaga de Covid-19, sendo que a cidade, incluindo a periferia, é habitada por 13 milhões de pessoas.

No fim de semana as autoridades contaram 4.692 casos, a maioria em pacientes que já se encontravam isolados em centros de quarentena por terem estado em contacto, segundo o governo, com pessoas infetadas pelo coronavírus Sars-Cov-2.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os habitantes da cidade enfrentam, desde o dia 09 de julho, um confinamento que lhes permite apenas sair de casa para atividades essenciais, estando a maior parte dos estabelecimentos comerciais encerrados.

Milhares de trabalhadores, das zonas industriais de Ho Chi Minh, são obrigados a dormir nas fábricas para manterem a produção.

O regime comunista de Hanói reconheceu no sábado, através de um comunicado, que o atual surto está a aumentar e anunciou restrições à circulação no sul do país, tendo mobilizado para a região cerca de 10 mil funcionários do setor da saúde.

O país foi capaz de conter a pandemia durante 2020 e início de 2021 tendo encerrado fronteiras ao turismo e adotado um rastreio exaustivo assim como o isolamento dos casos positivos.

Mesmo assim, a variante Delta da doença, mais contagiosa, está a preocupar as autoridades sanitárias e alguns especialistas referem que esta estirpe é a causa do aumento do número de casos desde o passado mês de abril no país.

O surto obrigou o governo a acelerar o ritmo da vacinação, um dos mais baixos da Ásia, com apenas 30 mil pessoas inoculadas com as duas doses do composto contra a covid-19.

A população do Vietname ultrapassa os 97 milhões de habitantes, sendo que o país recebeu nove milhões de doses de diferentes farmacêuticas.

Uma companhia farmacêutica local já realizou o terceiro teste de uma vacina que pode vir a ser produzida no Vietname a partir de setembro.