A quase totalidade das pessoas que morreram com Covid-19 desde fevereiro de 2021 em Itália não estavam totalmente vacinadas, revela um relatório do Instituto Nacional de Saúde italiano conhecido na terça-feira.

O instituto de saúde pública compara também o perfil dos óbitos entre os que tinham a vacinação completa (1,2%) e os que não tinham (98,8%): quem estava totalmente vacinado era, em média, mais velho e tinha mais doenças prévias.

De 1 de fevereiro a 21 de julho morreram 35.776 pessoas com Covid-19 em Itália, 423 das quais estavam totalmente vacinadas.

96% das pessoas com 80 ou mais anos têm a vacinação completa

Em Portugal, no que diz respeito aos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, aconteceram principalmente entre as pessoas que não tinham iniciado a vacinação, sendo que apenas 2% dos doentes em enfermaria e 5% nos cuidados intensivos tinham o esquema completo, conforme revelado, esta terça-feira, na reunião do Infarmed.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além disso, graças à vacinação, houve uma redução de 85% no número de hospitalizações na população com 80 ou mais anos.