Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

O construtor norte-americano de veículos eléctricos já tinha feito saber que o seu futuro passará pelo lançamento de um Tesla mais barato, para figurar na gama abaixo do actual Model 3. Será certamente uma solução tipo hatchback, similar ao VW ID.3, provavelmente concebido sobre uma versão mais curta da plataforma mais simples da marca, restando saber se esta vai produzir duas versões distintas, hatchback e SUV, ou apenas uma delas, sabendo-se que o mercado favorece esta última.

A Tesla anunciou no Battery Day de 2020 que pretendia “produzir um modelo competitivo por apenas 25.000 dólares”, o que equivale a cerca de 21.037€. O CEO do fabricante norte-americano de veículos eléctricos, Elon Musk, especificou mesmo que o modelo poderia ser “completamente autónomo”. Isto se a Tesla conseguir, até lá, ter a sua tecnologia de condução autónoma pronta a ser certificada pelas autoridades competentes.

O CEO da Tesla gostaria que o Model 2 de 2023 fosse proposto com condução autónoma

Agora, fontes do construtor confirmaram à Electrek que Elon Musk terá comunicado aos funcionários da Tesla que o “Model 2 irá começar a ser fabricado em 2023” e será proposto “sem volante e sem pedais”. Ou seja, autónomo, mas não necessariamente em todas as versões.

Se o Tesla Model 2 for proposto por 25.000 dólares, nos EUA, isso significa que será praticamente 15.000$ (cerca de 12.600€) mais barato do que o Model 3 Standard Range Plus, à venda no referido mercado por 39.990$, em reflexo dos reduzidos impostos que pagam nos EUA (em média 5,75%, face ao nosso IVA de 23%). Ora, se este Model 3 SR+ – com 448 km de autonomia, 225 km/h de velocidade e 5,6 s de 0-100 km/h, com uma capacidade estimada de 54 kWh e uma potência de 283 cv – é proposto em Portugal por 50.900€, é previsível que o Model 2 com equivalente nível de desempenho seja comercializado por 38.300€. São valores compatíveis com os praticados com o VW ID.3, com potência e autonomia similares.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Resta esperar que ao ser fabricado na China, usufruindo dos menores custos de produção locais, ou na Alemanha, o que o isentará do pagamento de impostos especiais à entrada no mercado europeu, o Model 2 possa ainda ser mais acessível.