Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Zoo de Denver (Colorado) e o Zoo de Hogle (Utah), nos Estados Unidos, reportaram na segunda-feira um total de 15 leões infetados com a variante Delta do vírus SarsCov-2. Os felinos apresentam sintomas como tosse, cansaço, espirros e “descargas nasais”.

Segundo o jornal local The Denver Post, apenas duas semanas depois de dois tigres terem testado positivo ao coronavírus, 11 leões africanos encontram-se agora na mesma situação.

Nenhum dos leões deste parque foram vacinados, mas os cuidadores estão a planear fazê-lo assim que mais doses adaptadas a estes animais ficarem disponíveis.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Os veterinários apontam que os sintomas são relativamente moderados, estando a supervisionar e a tratar os leões individualmente”, destaca um comunicado no site do Jardim Zoológico de Denver. “Felizmente, a grande maioria dos felinos recuperaram na totalidade.”

Já em Hogle, em Salt Lake City, quatro leões testaram positivo a esta variante. De acordo com uma publicação na página de Facebook do zoo, a testagem foi feita por via nasal através do uso de uma zaragatoa, de forma “voluntária” da parte dos leões, que ao invés de serem sedados foram treinados para tal.

Os leões africanos continuarão em exibição ao público, uma vez que não existe qualquer risco conhecido para o público”, lê-se na mesma publicação.