Oriente-se. Só há 62 fundos que merecem o seu dinheiro

23 Janeiro 2017184

Há cada vez mais fundos disponíveis aos aforradores. Porém, em cada seis dezenas de fundos, apenas um vale a pena. O Observador avaliou 3.764 fundos para que não perca o norte aos seus investimentos.

O que deve saber antes de seguir as nossas recomendações

Mais intermediários financeiros a distribuir fundos de investimento, mais sociedades gestoras a administrar valores, mais aforradores interessados em produtos de aforro. Resultado: agora há 3.764 fundos disponíveis aos investidores particulares portugueses. São boas notícias: afinal, mais oferta significa mais oportunidades de ganhar dinheiro. No entanto, também significa que é mais difícil orientar-se no mundo das finanças.

Quem tem mais fundos?

Há nove bancos que oferecem mais de uma centena de fundos aos seus clientes.

Número de fundos recomendados pelo Observador (total de fundos comercializados)

Banco Best 42 (2.779)
BiG 15 (1.040)
Deutsche Bank 11 (556)
Banco Invest 9 (835)
ActivoBank 9 (759)
Bankinter 9 (660)
Banco Carregosa 6 (815)
Banco BIC 6 (369)
Millennium bcp 3 (126)

Para ajudar os leitores, o Observador reduziu o número de fundos de investimento que interessam. Escolhemos o melhor fundo em cada uma das 62 categorias descritas em baixo. A análise debruça-se unicamente sobre os fundos comercializados diretamente pelos intermediários financeiros a operar em Portugal; exclui os fundos cotados na bolsa.

Para dar alternativa a quem não tem acesso ao fundo favorito do Observador, elegemos, também em cada categoria, mais dois a sete fundos que também se classificaram bem pelas regras que definimos. São as nossas segundas escolhas.

As recomendações baseiam-se nos dados históricos de cada um dos fundos. Muitos estudos académicos mostram que usar apenas a informação histórica de fundos não permite identificar os futuros vencedores. Os fundos recomendados há um ano tiveram um desempenho ligeiramente abaixo da concorrência.

-0,05%

Os fundos recomendados há um ano ficaram, em média, 0,05 pontos percentuais aquém da concorrência. O Deutsche Invest I New Resources LC foi o que mais se afastou do retorno da categoria de fundos de ações de empresas mundiais de recursos naturais: ganhou 1,17%, muito longe dos 21,97% da categoria. O melhor foi o Aberdeen Latin American Equity A-2 USD: avançou 27,17%, mais 6,91 pontos percentuais que a média dos fundos de ações latino-americanas.

Se planeia atualizar a sua carteira com estas recomendações, pense duas vezes: não há garantia de que estes produtos rendam mais do que aqueles que já tem, além de que o resgate poderá provocar tributação desnecessária. Adicionalmente, 22 fundos mantêm-se como as melhores escolhas desde o ano passado:

  1. Aberdeen Latin American Equity A-2 USD
  2. Mirae Asia Pacific Equity A USD
  3. Jupiter New Europe L GBP
  4. Goldman Sachs India Equity Portfolio E
  5. Parvest Equity Russia Opportunities Classic
  6. Henderson Horizon Euroland A2 EUR
  7. JPMorgan Africa Equity A EUR
  8. Candriam Equities L Biotechnology N
  9. Deutsche Invest I New Resources LC
  10. NN L Health Care X Cap EUR
  11. Fidelity Global Technology A EUR
  12. Vontobel Clean Technology B EUR
  13. F&C Responsible Global Equity A EUR
  14. MFS Meridian European Smaller Companies A1EUR
  15. Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E Close
  16. Fidelity Pacific A EUR
  17. JPMorgan ASEAN Equity A USD
  18. BlackRock USD Dollar Short Duration Bond E2 EUR
  19. Pioneer Emerging Markets Bond C EUR
  20. JPMorgan US Bond D USD
  21. Vontobel US Dollar Money B USD
  22. MFS Meridian Prudent Wealth A1USD

Embora recomendemos um fundo por categoria, não deve investir em todos. Nem todas as categorias fazem sentido neste momento – ou em algum momento. Por exemplo, não recomendamos fundos de fundos, porque normalmente representam duas camadas de comissões: as da sociedade gestora e as dos fundos em que essa sociedade gestora investe o seu dinheiro. As categorias a adicionar à sua carteira devem depender principalmente do seu perfil de investidor.

Todos os fundos escolhidos pelo Observador estão isentos de comissão de subscrição e de resgate, exceto quando assinalado em contrário em baixo.

Fundos de ações da América do Norte

Margaret Vitrano, que, conjuntamente com Peter Bourbeau, gere o Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth A EUR foi apontada pela Citywire e a CNBC como a oitava melhor gestora de carteiras nos Estados Unidos da América. Vitrano e Bourbeau pertencem à equipa da Clearbridge Investments que administra o produto da Legg Mason, o melhor fundo de ações norte-americanas.

Nos últimos cinco anos, o Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth A EUR foi o fundo que mais rendeu nesta categoria, ao valorizar mais de 16% por ano. No início de 2017, a maior aposta de Vitrano e Bourbeau eram as ações da Amazon.com, seguida das posições na Microsoft e na Alphabet.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0130732877 Pictet USA Index P USD 10,18% 13,41% 14,28% 6,54% 5 BIC
LU0474966164 Pictet USA Index P EUR 10,16% 13,38% 14,31% 5 BIC
LU0474966248 Pictet USA Index R EUR 9,92% 13,10% 14,15% 5 Best, BiG
LU0048573561 Fidelity America A USD 9,05% 14,34% 15,77% 7,36% 5 BIC, BiG, Carregosa, Deutsche Bank
LU0069450822 Fidelity America A EUR 8,95% 14,30% 15,78% 7,37% 5 BIC, Deutsche Bank
LU0137005913 Vontobel US Equity C USD 7,87% 12,66% 13,32% 5 Best
IE00B19Z9612 Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth A EUR 7,05% 14,48% 16,05% 6 Best

Fundos de ações da América Latina

A equipa da Aberdeen continua a ser a melhor a gerir carteiras de ações latino-americanas. Embora o fundo Aberdeen Latin American Equity A-2 USD não tenha terminado o ano de 2016 com um desempenho positivo a cinco anos, foi o que mais se aproximou.

A carteira do Aberdeen Latin American Equity A-2 USD está concentrada agora no Brasil: 61% do património está exposto à bolsa de São Paulo, em especial às ações do setor financeiro, como as do Itaú Unibanco e do Banco Bradesco.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0396314238 Aberdeen Latin American Equity A-2 USD 27,17% 0,36% -0,18% 6 Best
LU0347065657 T. Rowe Price Latin American Equity A USD 24,86% 1,69% -1,53% 6 Best
LU0309468980 Nordea 1 Latin American Equity E EUR 20,81% -1,92% -0,88% 6 Banco Invest, Best, BiG, Carregosa*
*O Banco Carregosa cobra uma comissão de resgate de 0,75%.

Fundos de ações da Ásia

Há um ano, o fundo da categoria de ações asiáticas eleito pelo Observador foi o Schroder Asian Total Return B USD. Trocamo-lo agora pelo Schroder Asian Equity Yield I USD. Estes dois fundos têm algo em comum: são geridos por King Fuei Lee.

O Schroder Asian Equity Yield I USD não só foi um dos mais rentáveis da categoria nos últimos cinco anos como também foi um dos menos voláteis. Embora a designação do fundo seja clara no âmbito geográfico, King Fuei Lee pode investir nas nações não asiáticas do Pacífico. E tem-no feito: a Austrália é atualmente o principal destino de investimento.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0188439946 Schroder Asian Equity Yield I USD 9,13% 9,75% 9,55% 7,03% 5 Deutsche Bank
LU0345361124 Fidelity Asian Aggressive A 8,80% 10,03% 8,70% 6 BIC, BiG
LU0171270985 BlackRock Asian Dragon E2 EUR 8,00% 8,75% 9,78% 3,96% 6 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa
LU0326949004 Schroder Asian Total Return B USD 6,61% 9,04% 8,08% 5 Banco Invest

Fundos de ações da Ásia e do Pacífico

Rahul Chadha procura a partir de Hong Kong as melhores ações listadas nos países da Ásia e do Pacífico, excluindo o Japão. A última carteira divulgada pela sociedade gestora sul-coreana Mirae Asset mostra que Chadha prefere a Ásia emergente e o setor tecnológico. A sua maior aposta revela isso mesmo: a chinesa Tencent Holdings é uma das maiores companhias de Internet do mundo.

O Mirae Asia Pacific Equity A USD foi o fundo desta categoria que mais valorizou nos últimos cinco anos. Todavia, é também um dos mais voláteis.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0205439572 Fidelity Asia Pacific Dividend A USD 5,89% 7,41% 8,06% 5,28% 6 Best, BIC, BiG, Carregosa
LU0336300933 Mirae Asia Pacific Equity A EUR 0,06% 7,46% 8,71% 6 BiG
LU0336300859 Mirae Asia Pacific Equity A USD -0,06% 7,50% 8,74% 6 BiG

Fundos de ações da China

Tal como no melhor fundo da categoria anterior, a maior aposta dos gestores do UBS EF China Opportunity USD P são as ações do gigante chinês de Internet Tencent Holdings. A UBS informa os investidores que o seu património é aplicado nas várias seções do mercado acionista chinês: as ações A (maioritariamente reservadas aos investidores locais), as B (abertas aos investidores estrangeiros), as H (listadas em Hong Kong) e as chamadas red chips (as companhias estatais da China listadas em Hong Kong).

O UBS EF China Opportunity USD P conseguiu distanciar-se dos outros 57 fundos de ações chinesas ao registar a melhor marca nos últimos cinco anos, mais de 14% por ano.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0048580855 Fidelity Greater China A USD 5,59% 9,00% 10,14% 7,03% 6 BIC, Carregosa, Deutsche Bank
LU0327786827 Henderson Horizon China A1 USD 2,53% 9,39% 11,12% 6 Best, BiG
LU0067412154 UBS EF China Opportunity USD P 0,47% 10,96% 14,12% 4,40% 6 ActivoBank, Best

Fundos de ações da Europa

Apesar de o Reino Unido ter votado pela saída da União Europeia, Michael Barakos e Ben Stapley, os gestores do JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR, continuam a aplicar um terço da carteira do fundo nessa geografia. As ações da British American Tobacco, da GlaxoSmithKline e da Diageo estão entre os maiores ativos do fundo.

Embora não tenha ficado entre os fundos de ações europeias mais rentáveis em 2016 – o topo dessa lista foi para o DB Platinum IV Croci Euro R2C com um ganho de 6,40% –, o JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR foi o que mais rendeu desde o início de 2012.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0125951151 MFS Meridian European Value A1EUR -0,33% 6,56% 9,65% 4,29% 5 Best
LU0219440509 MFS Meridian European Core Equity A1USD -0,77% 5,17% 10,14% 4,45% 5 Best
LU0119124781 Fidelity European Dynamic Growth A EUR -0,79% 6,62% 11,20% 4,07% 5 BIC, Carregosa
LU0117858679 JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR -1,24% 7,38% 12,10% 2,89% 5 ActivoBank, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0219440764 MFS Meridian European Value A1USD -1,50% 6,51% 9,58% 4,19% 5 Best
LU0093032786 Barclays Equity Euro A -2,84% 4,56% 11,40% 2,84% 6 Bankinter
LU0329190499 Jupiter European Growth L GBP -10,35% 6,63% 11,61% 5 Best, BIC
LU0260085492 Jupiter European Growth L EUR -10,84% 6,76% 11,70% 5,62% 5 Best, BIC, BiG

Fundos de ações da Europa continental

Se quer investir na Europa mas a saída programada do Reino Unido da União Europeia o assusta (ou por outro motivo qualquer), então opte pelo BlackRock Continental European Flexible D2 EUR em vez do JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR indicado na categoria anterior.

Note, no entanto, que Alister Hibbert, o gestor do BlackRock Continental European Flexible D2 EUR, pode selecionar empresas britânicas para a carteira do fundo desde que a maior parte do seu negócio seja concretizado fora do Reino Unido. É por isso que a British American Tobacco, listada em Londres, é agora a segunda maior aposta do especialista.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0503932328 Henderson Horizon European Growth A2 EUR 0,66% 6,68% 10,25% 5 Best, BiG
LU0406496546 BlackRock Continental European Flexible D2 EUR -1,96% 5,95% 12,02% 6 Bankinter
LU0224105980 BlackRock Continental European Flexible E2 EUR -3,17% 4,96% 10,86% 5,48% 6 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa

Fundos de ações da Europa emergente

Embora o retorno dos últimos três anos tenha ficado abaixo da média da categoria, o Jupiter New Europe L GBP ficou muito longe da concorrência no último ano e nos último quinquénio. Nos últimos cinco anos, este fundo rendeu quase dez vezes mais do que os restantes fundo de ações da Europa emergente. Aliás, entre os 3.764 fundos comercializados em Portugal, foi o que mais rendeu desde o início de 2012.

Os investidores que não desejam receber dividendos periódicos podem preferir a capitalização que o Schroder Emerging Europe B efetua aos seus rendimentos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0300038451 Jupiter New Europe L GBP 24,95% 1,06% 21,93% 6 Best, BIC
LU0106819104 Schroder Emerging Europe B 24,83% 2,32% 5,28% 0,55% 6 ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank
LU0106824104 Schroder Emerging Europe B (dist) 24,79% 2,32% 5,28% 0,55% 6 Best, Carregosa

Fundos de ações da Índia

O Goldman Sachs India Equity Portfolio E ficou entre os piores fundos de ações indianas em 2016, mas isso não impede que continue a ser a nossa recomendação para quem quer se expor à economia da Índia. Nos últimos cinco anos, foi o que mais rendeu na categoria.

Os economistas da gestora de ativos da Goldman Sachs são mais otimistas do que a maioria: estimam que a Índia crescerá 7,3% em 2017. Aliás, para os estratégos da firma, os mercados emergentes estão agora mais atrativos do que em 2016, de acordo com as perspetivas publicadas pelo banco.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0255979071 Pictet Indian Equities P EUR 7,50% 16,98% 12,25% 4,01% 6 BIC
LU0070964530 Pictet Indian Equities P USD 7,15% 17,03% 12,28% 4,02% 6 BIC, BiG
LU0333810850 Goldman Sachs India Equity Portfolio E -0,96% 17,23% 14,29% 6 Banco Invest, Best

Fundos de ações da Rússia

Apesar de o Pictet Russian Equities ter sido o fundo que mais rendeu em 2016, o Parvest Equity Russia Opportunities Classic é o melhor fundo de ações russas que se pode adquirir em Portugal. No entanto, o Deutsche Bank, que o comercializa em exclusivo, cobra comissões de subscrição e de resgate a quem investir e desinvestir neste produto. Se prefere uma alternativa sem comissões à entrada e à saída, a série N do mesmo fundo é o que procura.

O sueco Dan Fredrikson, especialista da Alfred Berg, uma unidade do BNP Paribas Investment Partners, lidera a gestão do Parvest Equity Russia Opportunities há pouco mais de três anos. Desde o início de 2014, o Parvest Equity Russia Opportunities N rendeu 5,73% por ano.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0265268689 Parvest Equity Russia Opportunities Classic 43,51% 6,34% 6,50% 6 Deutsche Bank*
LU0265268929 Parvest Equity Russia Opportunities N 42,64% 5,73% 5,86% 6 ActivoBank, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0346424517 Pioneer Russian Equity C EUR 40,90% 5,61% 5,47% 7 ActivoBank, Best
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 0,5% e uma comissão de resgate de 0,5%.

Fundos de ações da zona euro

Outra maneira de os investidores que receiam a saída do Reino Unido da União Europeia investirem na Europa (além de um fundo de ações da Europa continental) é selecionarem o melhor fundo de ações da zona euro: o Henderson Horizon Euroland A2 EUR.

Os mercados preferidos de Nick Sheridan, o reponsável pelo fundo da Henderson Global Investors, são os de França (através de ações como as do BNP Paribas, da Total e da Michelin), da Alemanha (Deutsche Post, Siemens, Munich Re) e dos Países Baixos (Relx, Wolters Kluwer, Delhaize).

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
FR0010574434 Oddo Génération CR EUR 3,75% 6,38% 11,52% 4,40% 5 Best
LU0011889846 Henderson Horizon Euroland A2 EUR 2,58% 6,00% 12,90% 2,72% 6 Best, BiG
LU0085870433 UBS EF Euro Countries Opportunity EUR P -1,01% 4,39% 9,85% 0,71% 5 ActivoBank, Best

Fundos de ações de África

Ainda está por provar que investir em ações africanas é mais rentável do que investir numa carteira global de ações. Esta é uma das categorias de fundos mais voláteis. Se, no entanto, acreditar no futuro de uma carteira africana, selecione o JPMorgan Africa Equity A EUR.

Pandora Omaset e Oleg Biryulyov são os gestores responsáveis pelos investimento em África da JPMorgan Asset Management. Cerca de 63% da carteira está aplicada através da bolsa de Joanesburgo, em especial nos títulos da companhia de Internet Naspers (que controla o Olx), do banco FirstRand e da farmacêutica Aspen.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0355584979 JPMorgan Africa Equity A EUR 4,45% -2,44% 2,08% 6 Deutsche Bank
LU0355585513 JPMorgan Africa Equity D EUR 3,88% -3,18% 1,55% 6 Bankinter, Best
LU0638552512 BPI Africa R USD 3,32% 0,12% 1,50% 6 Best

Fundos de ações de empresas mundiais de agricultura

Embora seja um fundo global, quase 60% do património do Amundi Equity Global Agriculture SU está parqueado em empresas agrícolas da América do Norte. As maiores apostas são na Bunge, cuja principal atividade é a comercialização de sementes e grãos, na Agrium, um retalhista de produtos agrícolas, e na Deere, que produz maquinaria para as várias atividades agrícolas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0347595372 Amundi Equity Global Agriculture SU 9,01% 7,09% 6,12% 5 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG
LU0428745748 Pictet Agriculture P USD 4,68% 5,02% 5,57% 5 BIC
LU0366534344 Pictet Agriculture P EUR 4,65% 4,89% 5,56% 5 BIC

Fundos de ações de empresas mundiais de biotecnologia

Há muitos extremos no setor biotecnológico. O fundo que mais perdeu em 2016 pertence a esta categoria: o Pictet Biotech HR deslizou -25,39%. Todavia, o fundo que mais rendeu na última década entre todos os fundos comercializados em Portugal foi o Candriam Equities L Biotechnology N. Rendeu cerca de 247% em dez anos, o equivalente a 13,25% por ano. É a recomendação do Observador para quem quer investir em biotecnologia.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0069152568 UBS EF Biotech USD P -14,57% 11,87% 19,53% 12,05% 7 ActivoBank, Best
LU0122613499 Franklin Biotechnology Discovery N USD -16,02% 10,48% 18,55% 11,08% 7 ActivoBank, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0133359157 Candriam Equities L Biotechnology N -17,50% 11,19% 19,93% 13,25% 7 Best

Fundos de ações de empresas mundiais de energia

O preço baixo do petróleo ao longo dos últimos três anos – o barril esteve abaixo de 50 dólares na maior parte de 2015 e 2016 – não permitiu retornos positivos aos fundos que investem em companhias energéticas tradicionais. Em média, os fundos de ações de empresas mundiais de energia perderam 2,41% por ano no último triénio. O MFS Meridian Global Energy A1 EUR destacou-se com um ganho de 2,18%.

A equipa da MFS aposta agora 76% da carteira em petrolíferas, como a BP e a Exxon Mobil, ou em sociedades ligadas ao negócio petrolífero, como a Schlumberger. O resto da carteira é dedicada a fornecedoras de eletricidade e de gás e a companhias que detêm redes de transporte energético.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0143868825 Threadneedle Global Energy Equities DU 18,83% 1,17% 1,96% 1,06% 6 Best
LU0406711613 MFS Meridian Global Energy A1 EUR 15,72% 2,18% 2,50% 6 Best
LU0406711456 MFS Meridian Global Energy A1 USD 14,76% 2,14% 2,45% 6 Best

Fundos de ações de empresas mundiais de finanças

São quatro os gestores da NN Investment Partners – Pieter Schop, Paul Vrouwes, Jeroen Bos e Jeff Meys – que são responsáveis pelo NN L Banking & Insurance X Cap EUR. É, todavia, Paul Vrouwes o especialista no setor financeiro (e também na área da saúde, como pode confirmar em baixo na categoria de fundos de ações de empresas mundiais de saúde).

Mais de metade do património do NN L Banking & Insurance X Cap EUR está investido na América do Norte, em títulos de instituições como o Bank of America, o Citigroup e o US Bancorp. Também mais de metade do dinheiro está investido em bancos, seguidos do setor segurador, que absorve um quarto da carteira.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0121172307 NN L Banking & Insurance X Cap USD 11,51% 8,63% 12,27% -1,68% 6 Best, BiG
LU0332192458 NN L Banking & Insurance X Cap EUR 11,47% 8,60% 12,29% 6 Best, BiG
LU0114722498 Fidelity Global Financial Services A EUR 5,93% 9,77% 12,87% 2,20% 6 BIC, Carregosa, Deutsche Bank

Fundos de ações de empresas mundiais de imobiliário

Ao contrário de outras categorias, como as de ações biotecnológicas e energéticas, os investimentos globais em imobiliários não estão concentrados na América do Norte. É verdade que os Estados Unidos da América absorvem a maior fatia das carteiras dos fundos de ações de empresas mundiais de imobiliário, mas estão longe de captarem mais de metade do património. No Morgan Stanley Global Property A USD, o fundo recomendado pelo Observador nesta área, os EUA representam um terço dos investimentos. A maior aposta é no grupo norte-americano Simon Property Group, seguido do francês Unibail-Rodamco.

O Millennium bcp, que comercializa em exclusivo o Morgan Stanley Global Property A USD, cobra uma comissão de subscrição. Se quiser evitá-la, a melhor alternativa é o Fidelity Global Property A EUR, tanto na versão de acumulação como na versão que distribui rendimentos periódicos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0237697510 Fidelity Global Property A EUR (dist) 1,54% 10,59% 9,47% 1,54% 5 BIC
LU0237698757 Fidelity Global Property A EUR 1,53% 10,58% 9,45% 1,52% 5 BIC
LU0266114312 Morgan Stanley Global Property A USD 1,32% 8,69% 9,64% 1,70% 5 Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de nova energia

Os gestores dos fundos de empresas de nova energia não aplicam o dinheiro dos investidores exclusivamente na tendência das energias limpas. Podem, por exemplo, apostar em negócios antigos, como do gás natural, mas apenas em empresas que mostrem capacidade de conduzir a indústria a um nível mais sustentável.

O maior investimento de Pascal Dudle, o gestor responsável pelo Vontobel New Power C EUR, é exemplificativo. A Prysmian, uma empresa italiana com mais de 140 anos, desenvolve sistemas e cabos de transmissão energética. Tem unidades em 50 nações, incluindo quase todas as europeias (mas não Portugal).

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0138259550 Vontobel New Power C EUR 3,81% 3,43% 6,77% 6 Best, BiG
LU0124384867 BlackRock New Energy A2 USD 3,16% 5,61% 6,79% -0,69% 6 Deutsche Bank
LU0171290074 BlackRock New Energy E2 EUR 2,89% 5,20% 6,37% -1,20% 6 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank, Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de ouro e metais preciosos

Esta é a categoria mais volátil em que pode investir o seu dinheiro. Aliás, entre os 3.764 fundos disponíveis aos investidores particulares, o fundo Amundi Equity Global Gold Mines SHE foi o mais volátil e o que mais perdeu (-18,92% por ano) no último quinquénio. Todavia, se quiser beneficiar de uma potencial subida das companhias auríferas, deve optar pelo fundo Invesco Gold & Precious Metals E EUR.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0503253931 Invesco Gold & Precious Metals E EUR 45,58% 8,90% -7,51% 7 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG
LU0055631609 BlackRock World Gold A2RF USD 39,95% 10,03% -8,11% -0,32% 7 Deutsche Bank
LU0171306680 BlackRock World Gold E2 EUR 39,53% 9,58% -8,54% -0,83% 7 Banco Invest, Bankinter, Best, Carregosa, Deutsche Bank, Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de recursos naturais

Paul Buchwitz, gestor da Deutsche Asset Management, investe nos setores dos recursos naturais, mas não em todos. O fundo Deutsche Invest I New Resources LC aposta em firmas que atuem nos recursos hídricos, nos agroquímicos e nas energias renováveis ou alternativas. O seu maior investimento é na suíça Geberit, uma especialista em produtos sanitários.

O Deutsche Invest I New Resources LC tem uma comissão de subscrição de 2% que pode ser evitada optando pela versão NC do mesmo fundo ou pelo Vontobel Future Resources C EUR.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0384406244 Vontobel Future Resources C EUR 6,99% 2,16% 3,79% 6 Best, BiG
LU0237014641 Deutsche Invest I New Resources LC 1,17% 3,97% 6,84% 1,67% 6 Deutsche Bank*
LU0237015457 Deutsche Invest I New Resources NC 0,64% 3,41% 6,24% 1,12% 6 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG, Deutsche Bank
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 2%.

Fundos de ações de empresas mundiais de saúde

Paul Vrouwes, um dos especialistas da NN Investment Partners que coloca o NN L Banking & Insurance X Cap EUR no topo das preferências dos fundos de ações de empresas mundiais de finanças, lança também o NN L Health Care X Cap EUR como o melhor fundo de ações de empresas mundiais de saúde. Para este fundo, Vrouwes procura as melhores ações mundiais no negócio dos cuidados de saúde. Pfizer, UnitedHealth Group e Merck eram as maiores apostas no início de 2017.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0121188642 NN L Health Care X Cap USD -2,31% 11,27% 14,04% 5,62% 5 Best, BiG
LU0341736642 NN L Health Care X Cap EUR -2,35% 11,24% 14,07% 5,60% 5 Best, BiG
LU0171309270 BlackRock World Healthscience E2 EUR -5,60% 11,54% 14,97% 8,86% 6 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank

Fundos de ações de empresas mundiais de tecnologia

O Fidelity Global Technology A EUR, o melhor fundo de ações tecnológicas, pode distribuir periodicamente dividendos aos seus investidores. O segundo melhor fundo nesta área é o Janus Global Technology A$, mas é alvo de uma comissão de subscrição. A terceira melhor opção é o Fidelity Global Technology E EUR.

Hyunho Sohn, que gere os fundos de ações tecnológicas da Fidelity, “acredita que compreender as tendências tecnológicas, inovações e novas tecnologias são factores fundamentais na identificação de líderes de longo prazo no sector”. O gestor enviesa-se para grandes empresas, como a Apple, a Alphabet, a Intel e a Samsung.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0099574567 Fidelity Global Technology A EUR 14,26% 18,93% 17,23% 8,63% 6 BIC, Carregosa, Deutsche Bank
LU0115773425 Fidelity Global Technology E EUR 13,60% 18,20% 16,46% 7,92% 6 ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank
IE0009356076 Janus Global Technology A$ 11,05% 12,45% 14,55% 8,37% 6 Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de telecomunicações

Não há volta a dar: Sylvie Sejournet e Nolan Hoffmeyer são os melhores gestores de fundos de ações de telecomunicações. O fundo Pictet Digital, em especial a classe P em euros, é a escolha do Observador. Nos últimos cinco anos, rendeu o dobro da média dos restantes fundos de ações de empresas mundiais de telecomunicações.

A lista dos dez principais investimentos do Pictet Digital é ocupado na quase totalidade por empresas norte-americanas. AT&T, Apple e Comcast são as preferidas de Sejournet e Hoffmeyer.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0101692670 Pictet Digital P USD 8,35% 12,24% 14,39% 6 BIC
LU0340554913 Pictet Digital P EUR 8,33% 12,08% 14,37% 6 BIC
LU0340555134 Pictet Digital R EUR 7,77% 11,46% 13,69% 6 Banco Invest, Best, BiG, Carregosa*
*O Banco Carregosa cobra uma comissão de resgate de 3%.

Fundos de ações de empresas mundiais do meio ambiente e do clima

O Vontobel Clean Technology B EUR continua a ser o melhor fundo para apostar nas tendências ambientais e climatérias do planeta. Pascal Dudle, o gestor do Vontobel New Power C EUR, recomendado pelo Observador na área das novas energias, é também o responsável por este produto. O setor da água é o preferido de Dudle. A American Water Works, a maior companhia de distribuição de água e de gestão de esgotos dos Estados Unidos da América, é a maior aposta do gestor suíço.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0406802339 Parvest Climate Impact Classic 10,53% 7,52% 9,75% 3,13% 5 Deutsche Bank
LU0347711466 Parvest Global Environment Classic 9,32% 6,91% 10,51% 6 Deutsche Bank
LU0384405600 Vontobel Clean Technology B EUR 4,63% 9,20% 11,66% 6 Best

Fundos de ações de empresas mundiais dos setores de luxo

Os gestores da Amundi não investem unicamente em empresas de bens e serviços de luxo: esticam o âmbito de investimento também às compras inseridas num estilo de vida. É por isso que, a par de companhias como a Vail Resorts, que gere estâncias de esqui na Austrália, no Canadá e nos Estados Unidos, é possível encontrar outras empresas menos luxuosas, como a Amazon.com e a Starbucks, na carteira do fundo Amundi Equity Global Luxury and Lifestyle AE.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0568611817 Amundi Equity Global Luxury and Lifestyle AE 0,88% 7,79% 10,02% 6,38% 6 BiG
LU0568612039 Amundi Equity Global Luxury and Lifestyle SU 0,61% 7,47% 9,55% 6 Banco Invest, Best, BiG
LU0568612112 Amundi Equity Global Luxury and Lifestyle FU -0,15% 6,65% 8,74% 6 ActivoBank

Fundos de ações de empresas mundiais socialmente responsáveis

O F&C Responsible Global Equity A EUR continua a ser o melhor fundo de ações para fazer um investimento socialmente responsável, apesar da sociedade gestora, a BMO Global Asset Management, ter voltado a mexer na equipa. Nick Henderson juntou-se a Jamie Jenkins no leme do fundo.

No último dia útil de janeiro de cada ano, o F&C Responsible Global Equity A EUR distribui rendimentos aos subscritores. Quem quiser evitar a distribuição dos ganhos, de modo a capitalizá-los, deve optar pelo Candriam Equities L Sustainable World N ou pelo NN L Global Sustainable Equity X Cap EUR.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0133360320 Candriam Equities L Sustainable World N 6,23% 7,94% 9,75% 2,62% 5 Best
LU0234759529 F&C Responsible Global Equity A EUR 3,59% 8,23% 10,39% 3,88% 5 ActivoBank, Best
LU0121204431 NN L Global Sustainable Equity X Cap EUR 3,48% 7,34% 8,57% 2,91% 5 Best, BiG

Fundos de ações de mercados emergentes

Nick Price é o homem a quem deve entregar o seu dinheiro se quiser investir nos mercados emergentes. Ele é o gestor do Fidelity Active Strategy Emerging Markets A USD, a nossa escolha neste campo, bem como da classe com cobertura cambial, e do Fidelity Emerging Markets, tanto na classe A em dólares e na classe E em euros.

Se quer investir no Fidelity Active Strategy Emerging Markets A USD, faça-o depressa. Na maior parte do tempo desde 2013, a subscrição do fundo esteve vedada. “Tomámos estes passos para garantir que a capacidade do fundo fosse mantida num nível que nos permitsse preservar uma elevada convição, um estilo de gestão oportunística e o desempenho histórico”, lê-se num comunicado da Fidelity. O fundo reabriu em setembro de 2015, mas a administração da sociedade gestora avisa que pode fechar quando atingir uma carteira de 1,7 mil milhões de dólares (cerca de 1,6 mil milhões de euros). Faltam-lhe cerca de 250 milhões de dólares (235 milhões de euros) para atingir esse patamar.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0048575426 Fidelity Emerging Markets A USD 1,08% 4,29% 5,71% 2,90% 6 BIC, Carregosa, Deutsche Bank
LU0115763970 Fidelity Emerging Markets E EUR 0,41% 3,66% 5,09% 2,28% 6 ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank
LU0650957938 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A USD 0,04% 3,34% 6,80% 6 Best
LU0688698975 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A EUR (hedged) -8,03% -2,17% 4,09% 5 Best

Fundos de ações de PME da América do Norte

O Schroder US Small & Mid-Cap Equity C USD é o melhor fundo para investir em pequenas e médias empresas norte-americanas. Em alternativa, as classes A em dólares e B em euros são a melhor escolha. Os gestores da Schroders apenas podem investir em companhias entre as 40% mais pequenas nas bolsas dos Estados Unidos da América.

Atualmente, três quintos da carteira estão aplicados em empresas cujo valor de mercado ultrapassa os 4,7 mil milhões de euros. Se fosse em Portugal, esse limite apenas excluiria quatro cotadas: Galp Energia, EDP, Jerónimo Martins e EDP Renováveis.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0205193807 Schroder US Small & Mid-Cap Equity C USD 15,26% 15,10% 14,90% 8,64% 5 Deutsche Bank
LU0205193047 Schroder US Small & Mid-Cap Equity A USD 14,77% 14,55% 14,30% 8,03% 5 Deutsche Bank
LU0248178062 Schroder US Small & Mid-Cap Equity B EUR 14,45% 13,98% 13,70% 7,45% 5 Banco Invest, Best, Carregosa

Fundos de ações de PME da Ásia

Usando os critérios de seleção de fundos descritos no final deste artigo, o Fidelity Asian Smaller Companies A EUR (dist) é, tecnicamente, o melhor fundo de ações de pequenas e médias empresas asiáticas. No entanto, este fundo é exatamente o mesmo que o Fidelity Asian Smaller Companies A EUR só que pode distribuir dividendos. É também exatamente igual ao Fidelity Asian Smaller Companies A USD, mas, em vez de ser cotado em dólares, é cotado em euros. Na prática, a única diferença entre os três fundos é fiscal: os dividendos distribuídos são tributados no momento do pagamento e o imposto sobre o rendimento de fundos dólares pode ter um impacto diferente do imposto sobre o rendimento de fundos em euros.

Nitin Bajaj exclui as PME do Japão da carteira do Fidelity Asian Smaller Companies. A Índia é o principal destino dos investimentos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0702159699 Fidelity Asian Smaller Companies A USD 12,24% 12,24% 14,71% 5 Best, BIC, BiG, Carregosa
LU0702159426 Fidelity Asian Smaller Companies A EUR (dist) 12,11% 12,20% 14,69% 5 BIC
LU0702159772 Fidelity Asian Smaller Companies A EUR 12,04% 12,12% 14,69% 5 Best, BIC, BiG, Carregosa

Fundos de ações de PME da Europa

O MFS Meridian European Smaller Companies A1EUR é o melhor fundo para apostar em pequenas e médias empresas europeias. Desde o ano passado, o gestor Sandeep Mehta juntou-se a Peter Fruzzetti e Gabrielle Gourgey na busca de PME com negócios sustentáveis de elevada qualidade. No entanto, a sociedade gestora informa, “salvo exceções muito limitadas”, o fundo está fechado a novos investidores. A alternativa é o Threadneedle Pan European Small Cap Opportunities DE.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0125944966 MFS Meridian European Smaller Companies A1EUR -0,61% 8,28% 13,32% 6,35% 5 Best
LU0219440681 MFS Meridian European Smaller Companies A1USD -1,81% 8,22% 13,25% 6,24% 5 Best
LU0282720225 Threadneedle Pan European Small Cap Opportunities DE -1,97% 7,74% 13,04% 5 Best, Deutsche Bank

Fundos de ações de PME do Japão

Desde que o Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD foi lançado, em 1985, o retorno alcançado foi de 950% em dólares, a divisa de cotação deste fundo. É o equivalente a 7,78% por ano. Quando Yunyoung Lee, o gestor responsável, chegou à Henderson, o fundo já tinha 20 anos.

Yunyoun, que trabalha a partir de Singapura, prefere agora os negócios tradicionais, como provam os títulos principais na carteira do Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD: a Tokyo Steel Manufacturing, que fabrica aço, a Nippon Yusen KK, especialista em transporte marítimo, e a Nippon Electric Glass, que produz vidro.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0011890265 Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD 15,42% 17,69% 16,50% 7,95% 6 Best, BiG
GB0030939119 M&G Japan Smaller Companies Euro A 14,78% 15,37% 16,67% 6,66% 6 Best
LU0107058785 Parvest Equity Japan Small Cap N 13,30% 13,91% 13,90% 4,10% 6 ActivoBank, Best

Fundos de ações de PME do mundo

A sociedade gestora do banco norte-americano Goldman Sachs desenvolveu um modelo de seleção de ações – o CORE – que aplica ao universo de pequenas e médias empresas do mundo para compor a carteira do Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E Close. Os detalhes do modelo não são conhecidos. Apenas se sabe que é um modelo multifator que tem como objetivo estimar o retorno futuro dos títulos.

Atualmente, a carteira do Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E Close está enviesada para a América do Norte: dois terços da carteira está aí aplicada.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0245181838 Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E Close 9,92% 10,05% 13,28% 5 Banco Invest, Best
IE0034277362 Axa Rosenberg Global Small Cap Alpha E 8,92% 9,29% 13,07% 3,82% 5 Best, BiG
LU0607512935 Invesco Global Smaller Companies Equity E EUR 7,95% 9,55% 13,66% 5 ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best

Fundos de ações do Brasil

Embora o BPI Brasil Valor tenha sido o fundo de ações brasileiras – e o fundo português – que mais rendeu em 2016, não deve ser esse o produto a subscrever quando se deseja ganhar uma exposição ao mercado brasileiro. O BTG Pactual Brazil Equity Plus A USD tem dado mais provas aos investidores de longo prazo: embora o retorno de 2016 tenha ficado em cerca de um terço do alcançado pelo BPI Brasil Valor, a valorização a cinco anos foi muito superior (1,28% vs. -4,09%). Além disso, o fundo da BTG Pactual é o menos volátil desta categoria.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
IE00B23S7K36 BNY Mellon Brazil Equity A EUR 45,32% 2,77% -1,84% 7 ActivoBank, Best, Carregosa, Millennium bcp*
IE00B23S7L43 BNY Mellon Brazil Equity A USD 45,09% 2,76% -1,83% 7 BiG, Carregosa, Millennium bcp*
LU0551795908 BTG Pactual Brazil Equity Plus A USD 19,86% 3,00% 1,28% 6 Best
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações do Brasil, da Rússia, da Índia e da China

Os fundos HSBC GIF BRIC Equity EC e HSBC GIF BRIC Markets Equity EC são praticamente idênticos: Há duas diferenças principais: o segundo pode investir um pouco mais em ações chinesas reservadas aos investidores da China e é ligeiramente mais económico ao nível de comissões. Estas ténues diferença colocam o HSBC GIF BRIC Markets Equity EC no topo das recomendações do Observador na categoria dos fundos que investem nos BRIC – a sigla que agrega o Brasil, a Rússia, a Índia e a China.

No início de 2017, o fundo tinha a carteira quase identicamente dividida entre as quatro nações que são alvo de investimentos, embora ligeiramente inclinada para a Rússia. O Sberbank e Lukoil lideravam as apostas da sociedade gestora do HSBC.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0449509446 HSBC GIF BRIC Equity EC 27,04% 7,61% 4,21% 6 Best, BiG
LU0254982597 HSBC GIF BRIC Markets Equity EC 27,01% 7,70% 4,52% 2,02% 6 Best, BiG
LU0228659784 Schroder BRIC (Brazil, Russia, India, China) USD A 9,13% 4,78% 3,66% 1,84% 6 Deutsche Bank

Fundos de ações do Japão

“No médio prazo, continuamos otimistas em relação aos títulos japoneses, especialmente as ações centrais para a evolução do país. Acreditamos que investir em negócios duradouros e capazes de resistir à turbulência económica continua a ser uma abordagem vantajosa para o investimento em ações japonesas”, escreveu Archibald Ciganer, o gestor do T. Rowe Price Japanese Equity A EUR, no seu último relatório mensal. Os setores das tecnologias de informação (NTT, NTT DoCoMo, SoftBank) e da maquinaria (Daikin Industries, Hoshizaki, Miura) são os seus prediletos.

Desde que Ciganer está à frente do fundo, em dezembro de 2013, o T. Rowe Price Japanese Equity A EUR rendeu 14,61% por ano.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0306285783 UBAM IFDC Japan Opportunities Equity RC JPY 10,84% 12,82% 9,36% 6 Best
LU0230817339 T. Rowe Price Japanese Equity A EUR 9,77% 10,51% 11,34% 1,93% 6 Best
LU0607514980 Invesco Japanese Equity Advantage E EUR 5,41% 9,73% 10,11% 6 Banco Invest, Bankinter, BiG
LU0048587603 Fidelity Japan Smaller Companies A JPY 1,27% 9,54% 10,15% 3,14% 6 ActivoBank, Best, BIC, Carregosa

Fundos de ações do mundo

Esta é a categoria de fundos com mais concorrência: os investidores particulares portugueses têm 265 fundos de ações mundiais à sua disposição. Neste campo, o Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E Close destaca-se: foi o quarto mais rentável nos últimos cinco anos, mas a sua volatilidade não foi muito superior à média.

Os gestores do Goldman Sachs empregam o mesmo modelo proprietário de seleção de ações – o CORE – que tornou o Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E Close no melhor fundo de ações de PME do mundo. O Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E Close, exclusivo para os clientes do ActivoBank, é pouco diferente do Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E Snap, que é comercializado pelo Banco Best e pelo Banco Invest.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0611173427 UBS ES Global High Dividend USD P 10,07% 11,90% 11,05% 5 Best
LU0257370246 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E Close 7,45% 11,98% 13,19% 4,25% 5 ActivoBank
LU0201159711 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E Snap 7,40% 12,09% 13,28% 4,30% 5 Banco Invest, Best
LU0219441069 MFS Meridian Global Equity A1USD 6,77% 8,60% 11,62% 5,43% 5 Best
LU0219441572 MFS Meridian Global Concentrated A1USD 6,24% 9,59% 12,58% 5,81% 5 Best
LU0229519805 Nordea 1 Global Stable Equity E EUR 6,20% 10,79% 10,22% 3,59% 5 Banco Invest, Best, BiG, Carregosa*
LU0069449576 Fidelity World A EUR 5,78% 11,13% 13,35% 4,42% 5 BIC, Carregosa, Deutsche Bank
LU0251129895 Fidelity International A EUR 5,59% 9,60% 11,30% 4,20% 5 Best, BIC, BiG
LU0552385378 Morgan Stanley Global Opportunity B 1,03% 12,86% 13,61% 6 Best
*O Banco Carregosa cobra uma comissão de resgate de 0,75%.

Fundos de ações do Pacífico

Dale Nicholls, o responsável pelo Fidelity Pacific A EUR, procura as melhores empresas para investir nos países banhados pelo Oceano Pacífico. A Bolsa de Tóquio é onde faz mais compras: as companhias japonesas, como a financeira Orix e a operadora de telecomunicações e Internet SoftBank, absorvem quase um terço do património. A China é o segundo destino de Nicholls, que “recorre a visitas regulares [às empresas] para compreender melhor” como funcionam, de acordo com informação da Fidelity. No Império do Meio, privilegia companhias de Internet, como a Tencent Holdings e o Alibaba Group.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0217390656 JPMorgan Pacific Equity D EUR 5,60% 7,50% 8,52% 2,93% 6 Bankinter, Best, BiG
LU0049112450 Fidelity Pacific A USD 5,14% 8,48% 11,47% 4,87% 6 ActivoBank, Best, BIC, Carregosa, Deutsche Bank
LU0368678339 Fidelity Pacific A EUR 5,02% 8,43% 11,47% 6 Best, BIC, Carregosa

Fundos de ações do Reino Unido

A votação do povo britânico pela saída do Reino Unido da União Europeia pressiona os fundos de ações britânicas. Enquanto os fundos de ações mundiais renderam cerca de 5% em 2016, os fundos desta categoria perderam, aproximadamente, 3%. O Threadneedle UK Equity Income Retail Net GBP, a recomendação do Observador para quem quer se expor à bolsa de Londres, conseguiu perder um pouco menos, mas destaca-se no retorno dos últimos cinco anos. A sua carteira está carregada de nomes populares, como GlaxoSmithKline, AstraZeneca, Imperial Brands e Wm Morrison Supermarkets.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
IE00B2N88996 Barclays GlobalAccess UK Opportunities Z GBP -2,15% 3,10% 8,85% 5 Bankinter
LU0713318490 Threadneedle UK Equities A GBP -2,57% 4,40% 8,70% 6 Millennium bcp*
GB00B60SM090 Threadneedle UK Equity Income Retail Net GBP -2,57% 4,69% 9,55% 5 Best
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações do sudeste da Ásia

Pauline Ng, Sarinee Sernsukskul e Chang Qi Ong continuam à frente da gestão do melhor fundo de ações do sudeste asiático, o JPMorgan ASEAN Equity A USD. O trio de gestores reserva um quarto do património do fundo para investir em cada uma das três principais geograficas: Singapura, Indonésia e Tailândia.

A versão do JPMorgan ASEAN Equity comercializada em exclusivo pelo Deutsche Bank é a melhor, mas as outras classes do fundo são alternativas muito próximas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0441851309 JPMorgan ASEAN Equity A USD 8,53% 6,60% 6,61% 6 Deutsche Bank
LU0441853263 JPMorgan ASEAN Equity D EUR 7,98% 5,95% 5,99% 6 Bankinter, Best
LU0441851994 JPMorgan ASEAN Equity D USD 7,92% 5,97% 5,97% 6 Bankinter, Best

Fundos de fundos mistos

Os fundos desta categoria tendem a apontar para uma carteira dividida entre fundos de investimento em ações e fundos de investimento em obrigações. O Barclays MultiManager Portfolio 3 A USD, distribuído pelo Bankinter, é o melhor do grupo: teve o melhor desempenho no último ano e no último quinquénio e a segunda melhor marca dos últimos três anos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0553821405 Barclays MultiManager Portfolio 3 A USD 8,23% 9,44% 8,10% 5 Bankinter
LU0553820779 Barclays MultiManager Portfolio 3 A USD (dist) 6,90% 8,97% 7,81% 5 Bankinter
LU0694238683 Morgan Stanley Global Balanced Risk Control B EUR 2,46% 3,19% 4,62% 4 Best

Fundos de fundos predominantemente de ações

Os fundos desta categoria combinam fundos de ações e fundos de obrigações, mas a proporção exposta a ações tende a ser superior. Tal como no grupo anterior, a sociedade gestora do Barclays destaca-se. O Barclays MultiManager Portfolio 4 A USD é o melhor fundo de fundos predominantemente de ações.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0553813642 Barclays MultiManager Portfolio 5 A USD 7,70% 9,09% 8,71% 5 Bankinter
LU0553817981 Barclays MultiManager Portfolio 4 A USD 7,60% 9,30% 8,60% 5 Bankinter
LU0553817122 Barclays MultiManager Portfolio 4 A USD (dist) 7,56% 9,29% 8,58% 5 Bankinter

Fundos de fundos predominantemente de obrigações

A sociedade gestora do Barclays consegue bater a concorrência nas três categorias de fundos de fundos. Nesta, em que os gestores enviesam-se para os fundos de obrigações, o melhor é o Barclays MultiManager Portfolio 2 A USD.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0553825067 Barclays MultiManager Portfolio 2 A USD 7,10% 8,58% 6,83% 5 Bankinter
LU0553828673 Barclays MultiManager Portfolio 1 A USD 5,92% 8,54% 5,49% 4 Bankinter
LU0553824334 Barclays MultiManager Portfolio 2 A USD (dist) 5,76% 8,11% 6,54% 5 Bankinter

Fundos mistos neutros

O MFS Meridian Global Total Return A1USD investe em todos os ângulos dos mercados acionistas e obrigacionistas, por isso precisa de muitos especialistas. A MFS lista 12 gestores responsáveis pela administração do fundo, que normalmente aplica 60% da carteira em ações e 40% em obrigações. No início do ano, a Taiwan Semiconductor Manufacturing, uma fabricante de semicondutores, era a maior aposta no segmento acionista e a dívida pública dos Estados Unidos a principal escolha nas obrigações.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0219441499 MFS Meridian Global Total Return A1USD 5,62% 7,97% 7,61% 4,73% 4 Best
LU0219442380 MFS Meridian Global Total Return A2USD 5,36% 7,88% 7,55% 4,68% 4 Best
LU0404529314 Pictet Piclife R CHF 2,38% 5,58% 5,58% 4 Banco Invest, Best

Fundos mistos predominantemente de ações

Ao contrário do fundo anterior da MFS, que tem 12 gestores, o MFS Meridian Prudent Wealth A1USD apenas tem um: Barnaby Wiener, um antigo capitão do Exército britânico. Este é o melhor fundo misto que investe maioritariamente em ações. Apesar disso, no início de 2017, Wiener tinha apenas 55% no mercado acionista, com destaque para as ações do retalhista norte-americana Costco Wholesale, do grupo imobiliário alemão LEG Immobilien e da suíça Nestlé.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0033040865 UBS SF Growth USD P 7,08% 9,64% 8,77% 3,61% 5 ActivoBank, Banco Invest, Best
LU0583242994 MFS Meridian Prudent Wealth A1EUR 1,71% 8,37% 7,68% 4 Best
LU0337786437 MFS Meridian Prudent Wealth A1USD 0,83% 8,30% 7,61% 4 Best

Fundos mistos predominantemente de obrigações

Richard Woolnough, Stefan Isaacs e Carlo Putti podem investir em todo o espetro de ações e obrigações do mundo, mas têm de aplicar, pelo menos, 50% da carteira em títulos de dívida. Atualmente, o M&G Optimal Income USD A-H está quase todo investido em obrigações. Tem cerca de um quinto da carteira aplicado em dívida pública (principalmente alemã). Os emitentes empresariais preferidos são a operadora de telecomunicações Verizon Communications, a AT&T e a Microsoft.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
GB00B4WS3X34 M&G Optimal Income USD A-H 8,07% 10,05% 8,22% 4 Best
GB00B1VMCY93 M&G Optimal Income Euro A-H 5,01% 2,39% 4,40% 3 Best
LU0056886558 Fidelity SMART Global Defensive A EUR 2,79% 4,45% 6,13% 2,56% 4 ActivoBank, Best, BIC, BiG, Carregosa

Fundos de poupança-reforma

Não há qualquer dúvida que o Alves Ribeiro PPR é o melhor fundo de poupança-reforma. Este produto alcançou a rentabilidade mais elevada da categoria a um, três, cinco e dez anos. É verdade que também é o mais volátil, mas a sociedade gestora aconselha-o “a investidores com reduzida tolerância ao risco (liquidez, segurança e estabilidade patrimonial), cujo objectivo é a canalização das poupanças numa perspectiva de longo prazo, como complemento de reforma, com período mínimo de 5 anos, usufruindo de uma atrativa poupança fiscal”.

Embora os PPR estejam limitados por lei a um máximo de 55% da carteira no mercado acionista, Paulo Monteiro, o diretor da gestão de ativos do Banco Invest que o Observador entrevistou no final de 2015, não precisa de se expor tanto às ações. No limite, o Alves Ribeiro PPR aplica 40% da carteira em ações, mas normalmente não tem mais de 20%.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
PTARMCLM0004 Alves Ribeiro PPR 6,74% 8,12% 17,67% 7,73% 4 Banco Invest*
PTOPZDHM0000 Optimize Capital Reforma PPR Moderado 1,87% 4,54% 7,01% 4 Optimize
PTYSAVLM0006 Santander Poupança Prudente FPR 1,44% 1,71% 3,41% 1,06% 2 Santander Totta**
*O Banco Invest cobra uma comissão de resgate de 1% em aplicações até um ano. **O Santander Totta cobra uma comissão de resgate de 2% em investimentos que durem até dois anos e 1% entre dois e cinco anos.

Fundos de obrigações convertíveis da Europa

Investir em obrigações convertíveis em ações permite alcançar uma exposição ao mercado acionista sem correr todo o risco dos investimentos bolsistas tradicionais. A equipa da UBS tem conseguido o melhor equilíbrio entre a busca de rentabilidade e a volatilidade evitada. Os gestores investem principalmente em obrigações convertíveis emitidas em euros por empresas com sede na Europa. A maioria dos emissores são da Alemanha, Reino Unido e França.

“As obrigações convertíveis são um investimento atrativo porque têm a vantagem do potencial de subida enquanto beneficiam da qualidade defensiva no lado das quedas”, escreveram os gestores do UBS BF Convert Europe EUR P no relatório de dezembro de 2016. “Continuamos a preferir emitentes mais pequenos, menos conhecidos, muitas vezes obrigações sem notação de risco e estruturas mais complexas”, acrescentaram.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0108066076 UBS BF Convert Europe EUR P 2,64% 2,42% 6,15% 2,54% 4 ActivoBank, Banco Invest, Best, Deutsche Bank
LU0265292556 Parvest Convertible Bond Europe Small Cap N -1,90% 3,01% 4,60% 3,28% 4 ActivoBank, Best, BiG
LU0098103822 Barclays Bonds Euro Convertible C EUR -1,92% 2,34% 5,12% 1,15% 4 Bankinter

Fundos de obrigações convertíveis do mundo

Além de se destacar na categoria de fundos de obrigações convertíveis da Europa – como se viu em cima –, a UBS também é a melhor gestora a administrar carteiras de obrigações convertíveis de todo o mundo. O UBS BS Convert Global EUR (USD hedged) P foi o fundo desta categoria que mais rendeu no último ano, nos últimos três anos e nos últimos cinco anos. Note-se, no entanto, que é também um dos mais voláteis.

No início de 2017, os gestores da UBS preferiam os títulos convertíveis norte-americanos (45,50% da carteira), seguidos das emissões da zona euro (24,52%).

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0629154393 UBS BS Convert Global EUR (USD hedged) P 7,13% 10,18% 9,94% 5 Best, Millennium bcp*
LU0522255669 Jupiter Global Convertibles L USD 5,71% 9,37% 7,55% 5 Best, BIC, BiG
LU0157052563 F&C Global Convertible Bond A EUR 1,80% 5,39% 6,43% 4,27% 4 ActivoBank
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações da Ásia

Eric Wong, o gestor do Fidelity Asian Bond A USD, pode investir em qualquer título obrigacionista emitido por entidades asiáticas. No entanto, o especialista tem preferido apostar em entidades soberanas ou quase soberanas: cerca de 45% do património do fundo da Fidelity está aplicado em dívida pública. Só as emissões da República da Indonésia absorvem 13% da carteira.

O Fidelity Asian Bond A USD tem ficado consistentemente entre os fundos mais rentáveis da categoria de obrigações asiáticas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0546914242 NN L Asian Debt (Hard Currency) X Cap USD 5,93% 10,51% 6,88% 6,45% 4 Best, BiG
LU0277197249 BlackRock Asian Tiger Bond E2 EUR 5,39% 10,61% 6,80% 5,80% 4 Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa
LU0605512275 Fidelity Asian Bond A USD 4,96% 11,16% 6,84% 4 Best, BIC, BiG, Carregosa

Fundos de obrigações da Europa

Os três gestores responsáveis pelo AB European Income Portfolio C2 – Douglas J. Peebles, Jørgen Kjærsgaard e John Taylor – somam 69 anos de experiência profissional, 58 dos quais a trabalhar para a sociedade gestora AllianceBernstein. Os gestores dizem que investem “numa carteira diversificada de obrigações em euros ou em divisas europeias”. Para atingerem essa diversficação, a equipa aplica o dinheiro em cerca de 300 títulos. Assim, a maior aposta – em obrigações do holandês ABN Amro – não chega a absorver 1% do capital.

Além de dívida pública portuguesa, o AB European Income Portfolio C2 contabiliza títulos da sociedade portuguesa de titularização de crédito Tagus. A aplicação em Obrigações do Tesouro somam 1,42% da carteira e na Tagus 0,02%.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
GB00B1FQYB82 Threadneedle European Corporate Bond Retail Gross EUR 4,28% 2,98% 4,41% 2,88% 3 Best
LU0102827648 AB European Income Portfolio C2 3,29% 2,35% 4,99% 3,28% 3 Best
LU0173776989 Nordea 1 European Covered Bond E EUR 2,41% 3,01% 3,52% 3,09% 3 Banco Invest, Best, BiG, Carregosa*
*O Banco Carregosa cobra uma comissão de resgate de 0,75%.

Fundos de obrigações de alto rendimento da Europa

Michael Della Vedova, o australiano à frente do T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR, gere este fundo de obrigações de alto rendimento da Europa para a sociedade gestora norte-americana T. Rowe Price a partir de Londres. Tem-no feito com sucesso: além de bater o índice de referência, é o fundo mais rentável desta categoria nos vários prazos até cinco anos.

O T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR está geograficamente bem diversificado: tem títulos da Sérvia ao Reino Unido. O fundo não tem títulos nacionais, embora a maior aposta tenha negócios em Portugal: a Altice, que controla a Portugal Telecom.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0596127604 T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR 6,90% 4,85% 7,99% 3 Best
LU0229519474 Nordea 1 European High Yield Bond E EUR 4,77% 3,22% 6,95% 4,55% 3 Banco Invest, Best, BiG, Carregosa*
LU0658026512 Axa Europe Short Duration High Yield E EUR 3,20% 1,83% 3,49% 2 Best
*O Banco Carregosa cobra uma comissão de resgate de 0,75%.

Fundos de obrigações de alto rendimento do mundo

A Candriam diz que é pioneira na gestão de fundos de alto rendimento desde que o euro foi introduzido nos mercados financeiros em 1999. Philippe Noyard e Nicolas Jullien, os responsáveis pelo Candriam Bonds Euro High Yield N, podem investir em títulos de qualquer emissor do mundo, mas estão restritos a emissões em euros. Naturalmente, a carteira está pejada de empresas europeias, embora se encontrem norte-americanas entre os principais investimentos. É o caso de uma emissão da Ball, uma produtora de embalagens, que se vencem em 2023: absorve 1,55% do capital do fundo, colocando-se na primeira posição das maiores apostas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0114074718 Eurizon EasyFund Bond High Yield R 5,21% 3,69% 6,92% 5,62% 3 Best
LU0119174026 Aberdeen Select Euro High Yield Bond A1 5,17% 3,62% 7,31% 3,38% 3 Best
LU0144751095 Candriam Bonds Euro High Yield N 4,93% 3,82% 6,99% 3,95% 3 Best
LU0165092213 HSBC GIF Euro High Yield Bond EC 4,37% 3,04% 6,67% 4,83% 3 Best, BiG

Fundos de obrigações de alto rendimento dos EUA

O Pimco US High Yield Bond E está focado no investimento em obrigações de alto rendimento de empresas norte-americanas em dólares. Todavia, pode ter, pontualmente, emissões de fora dos Estados Unidos da América, desde que os títulos estejam cotados na divisa norte-americana. No início do ano, apenas 2% da carteira eram de obrigações de emissores de fora dos EUA.

Os gestores Andrew R. Jessop e Hozef Arif optam por não esticar a maturidade média das obrigações detidas pelo Pimco US High Yield Bond E. No final de 2016, a duração média dos investimentos era de três anos e quatro meses.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
IE00B11XZ871 Pimco US High Yield Bond E 12,45% 10,41% 8,13% 5,87% 5 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG, Carregosa, Deutsche Bank, Millennium bcp*
LU0132385534 Fidelity US High Yield A GBP 12,27% 10,28% 8,22% 6,65% 5 BIC, Deutsche Bank
LU0132385880 Fidelity US High Yield A EUR 12,11% 10,21% 8,18% 6,67% 5 ActivoBank, BIC, Carregosa, Deutsche Bank
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações de curto prazo em dólares

Scott MacLellan e Thomas Musmanno, os líderes do BlackRock USD Dollar Short Duration Bond E2 EUR, só podem investir em títulos de dívida que se vencem nos próximos cinco anos, mas apontam para uma duração média da carteira abaixo de três anos. Embora nem sempre tenham conseguido ficar entre os fundos mais rentáveis em cada ano – apesar de ganharem no prazo de cinco anos –, o fundo da BlackRock prima pela baixa volatilidade quando comparado com os seus pares.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
IE00B0MD9K96 Pimco Low Average Duration E 2,97% 7,23% 3,86% 3,49% 4 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG, Carregosa
LU0171298564 BlackRock USD Dollar Short Duration Bond E2 EUR 2,90% 7,19% 3,96% 2,56% 4 Banco Invest, Bankinter, Best, Carregosa
LU0154237738 BlackRock USD Dollar Short Duration Bond E2 USD 2,80% 7,24% 3,95% 2,58% 4 ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Carregosa

Fundos de obrigações de curto prazo em euros

O Montepio Obrigações destronou o CA Rendimento na lista dos fundos de obrigações de curto prazo em euros, embora o anterior líder permaneça como segunda escolha. O Montepio Obrigações combina uma rentabilidade mediana com um perfil de risco baixo. Prestes a celebrar o 23.º aniversário, este fundo rendeu quase 93% desde que foi criado, o equivalente a 2,90% por ano.

Os gestores do Montepio aconselham o Montepio Obrigações para prazos superiores a seis meses. Há uma comissão de resgate se a duração do aforro for até 181 dias.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
PTYCFBLM0003 CA Rendimento 1,62% 2,55% 4,24% 2,59% 2 Crédito Agrícola
PTYESILM0009 NB Capitalização 1,33% 0,95% 6,14% 1,64% 3 Banco Invest, Best, Novo Banco
PTYMGBLM0000 Montepio Obrigações 0,48% 1,47% 3,81% 1,60% 2 Montepio*
*O Montepio cobra uma comissão de resgate de 1% para aplicações que durem até 181 dias.

Fundos de obrigações de mercados emergentes

Há um ano, Yerlan Syzdykov, o gestor do Pioneer Emerging Markets Bond C EUR que nasceu no Cazaquistão, estudou na Sibéria e trabalha em Londres, esperava que 2016 fosse um ano difícil para as obrigações de mercados emergentes. “Vamos ver a Fed [Reserva Federal norte-americana] a aumentar as taxas de juro, o que provavelmente pressionará as divisas e as taxas nos mercados emergentes”, dizia Syzdykov. No entanto, o fundo da Pioneer ganhou 8,76% em 2016, um dos melhores registos da categoria.

Hoje Syzdykov está mais otimista. “Estamos à espera de returnos positivos baixos dos mercados emergentes neste ano”, revela no seu comentário oficial de expetativa para 2017. “Esta classe de ativos pode beneficiar da convergência de crédito no longo prazo enquanto tem um potencial de alcançar rentabilidades de curto prazo.”

No início de 2017, a carteira do Pioneer Emerging Markets Bond C EUR estava espalhada por quatro emitentes soberanos e 240 empresariais. Petróleos de Venezuela, Petrobras e Petróleos Mexicanos estavam entre as principais apostas, a par da dívida pública da Argentina e de África do Sul.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0207127084 T. Rowe Price Emerging Markets Bond A USD 12,72% 11,42% 7,37% 5,95% 4 Best
LU0574974837 NN L Emerging Markets Corporate Debt X Cap USD 10,45% 9,74% 7,10% 4 Best, BiG
LU0566480116 Aberdeen Emerging Markets Corporate Bond A2 9,92% 10,27% 7,43% 4 Best
LU0566480033 Aberdeen Emerging Markets Corporate Bond A1 9,91% 10,27% 7,43% 4 Best
LU0596127869 T. Rowe Price Emerging Markets Corporate Bond A USD 9,52% 10,31% 7,53% 4 Best
LU0119438611 Pioneer Emerging Markets Bond C EUR 8,76% 9,33% 7,48% 5,21% 4 ActivoBank, Best, Deutsche Bank
LU0132208595 Pioneer Emerging Markets Bond C USD 8,75% 9,33% 7,44% 5,20% 4 BiG
LU0198721143 Threadneedle Emerging Market Corporate Bonds DU 8,60% 9,59% 6,79% 2,91% 4 Best

Fundos de obrigações do mundo em dólares

O HSBC GIF Global High Income Bond AC não limita a sua carteira. Tanto pode ter obrigações de empresas e estados considerados mais seguros, como pode investir uma grande proporção da carteira em dívida de alto risco. É por isso que, na lista dos principais investimentos, se encontra dívida pública emitida pelos Estados Unidos da América, pelo Brasil, pela Colômbia, pela Indonésia e pela Hungria. No lado empresarial, tem títulos das alemãs Deutsche Telekom e Siemens e da brasileira Petrobras.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0524291613 HSBC GIF Global High Income Bond AC 7,09% 9,81% 7,82% 4 Best, BiG
LU0546920561 NN L US Credit X Cap USD 6,70% 10,29% 7,18% 5,83% 4 Best, BiG
LU0174611334 Pictet EUR Corporate Bonds HP USD 5,90% 10,15% 7,54% 4,86% 4 BIC
LU0319688957 Amundi Bond Global Corporate SU 5,54% 9,74% 7,49% 4 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG
LU0319688361 Amundi Bond Global Aggregate SU 2,95% 8,82% 8,14% 5 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG

Fundos de obrigações do mundo em euros

Nem sempre o NB Global Enhancement consegue ficar entre os mais rentáveis nas análises anuais dos fundos de obrigações mundiais em euros. Todavia, a volatilidade do fundo gerido por Amit Maugi compensa os anos mais fracos. O gestor investe em dívida de empresas, principalmente europeias, com notação de crédito elevada. O fundo começou o ano de 2017 com títulos da Galp na primeira posição da carteira.

“O crédito continua a apresentar-se como uma classe de ativos atrativa, principalmente numa conjuntura de taxas de juro baixas, spreads ainda a níveis historicamente elevados e com um significativo aumento da liquidez no mercado secundário”, escreveu Maugi no relatório de dezembro. Desde que foi lançado, em setembro de 1997, o fundo rendeu 2,96% por ano, de acordo com a GNB Gestão de Ativos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0113257694 Schroder Euro Corporate Bond A 4,18% 3,70% 4,73% 3,61% 3 Deutsche Bank
LU0132601682 Morgan Stanley Euro Corporate Bond A 3,90% 2,77% 5,18% 3,50% 3 Millennium bcp*
LU0239680886 Morgan Stanley Euro Corporate Bond AX 3,89% 2,77% 5,18% 3 Millennium bcp*
LU0512749036 Schroder Euro Corporate Bond B 3,79% 3,32% 4,33% 3 Best, Carregosa, Deutsche Bank
PTYEVHHM0001 NB Rendimento Plus 3,40% 3,43% 8,55% 3 Banco Invest, Best, Novo Banco
LU0079837604 NB Global Enhancement 2,30% 2,12% 5,40% 2,27% 3 Best
LU0256571018 NB Opportunity 2,22% 2,56% 6,79% 3 Best
PTYAIYLE0005 IMGA High Yield Bond Selection 1,85% 1,79% 3,70% 1,66% 2 BIC, Millennium bcp**
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros). **O Banco BIC e o Millennium bcp cobram uma comissão de resgate de 0,5% para aplicações que durem até 181 dias.

Fundos de obrigações dos EUA

Steven Lear, Diana Wagner e Jan Ho, os responsáveis pelo JPMorgan US Bond D USD, apenas procuram títulos de dívida nos mercados dos Estados Unidos da América. Todavia, as nove principais obrigações na carteira deste fundo são emitidas pelo governo dos EUA ou por empresas governamentais, como a Government National Mortgage Association, que promove o crédito hipotecário na nação.

O JPMorgan US Bond D USD foi o fundo que mais rendeu no último quinquénio na categoria de obrigações dos EUA.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0172069584 UBS BS USD Corporates USD P 6,17% 9,38% 5,69% 5,15% 4 ActivoBank, Best
LU0458979076 Nordea 1 US Corporate Bond BP EUR 5,97% 8,94% 5,75% 4 Best
LU0115104423 JPMorgan US Bond D USD 4,53% 8,90% 6,02% 3,89% 4 ActivoBank, Bankinter, Best, BiG

Fundos de obrigações indexadas à inflação do mundo

O regresso previsto da inflação às principais economias mundiais (e às mais pequenas, como a portuguesa) poderá fazer renascer o interesse pelos fundos de obrigações indexadas à inflação. Estes fundos investem em títulos, normalmente emitidos por entidades soberanas, cujo rendimento varia em função da inflação numa determinada região. O Schroder Global Inflation Linked Bond USD Hedged B, a melhor escolha entre os fundos de obrigações mundiais indexadas à inflação, privilegia agora as emissões públicas dos Estados Unidos da América, Reino Unido, Itália e Japão.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
IE00B11XZ657 Pimco Global Real Return E 9,49% 11,01% 5,27% 5,15% 4 ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG, Carregosa
LU0518436570 HSBC GIF Global Inflation Linked Bond EC 9,21% 10,65% 5,17% 4 Best, BiG
LU0191612265 Schroder Global Inflation Linked Bond USD Hedged B 8,89% 11,13% 5,36% 4,59% 4 Banco Invest, Bankinter, Best, Carregosa

Fundos de tesouraria em dólares

A política de investimento do Vontobel US Dollar Money B USD impede Tolga Yildiri, o gestor responsável, de elevar a duração média da carteira de obrigações cotadas em dólares norte-americanos além de um ano. Apesar de pouco mais de metade da carteira ter uma maturidade residual superior a um ano, a duração média dos títulos na carteira é de quatro meses.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
LU0120690226 Vontobel US Dollar Money B USD 3,02% 7,28% 3,56% 2,54% 4 Best
LU0568622186 Amundi Cash USD FU 2,80% 7,25% 3,42% 2,47% 4 ActivoBank
LU0568622004 Amundi Cash USD SU 2,80% 7,25% 3,42% 4 Banco Invest, Best

Fundos de tesouraria em euros

Os investidores estão a fugir a passos largos dos fundos de tesouraria, em particular em Portugal. Os valores geridos nesta categoria estão em queda desde fevereiro de 2016. Percebe-se a razão: as taxas de juro de curto prazo estão muito perto de zero e, em alguns casos, em terreno negativo. Somado às comissões dos fundos resulta em rentabilidades negativas em alguns casos. O pior caso foi o prejuízo de 0,69% alcançado pelo Pictet Sovereign Short-Term Money Market EUR R em 2016.

Se ainda acredita nos fundos de tesouraria, opte pelo CA Monetário. Entre os fundos na classe de risco mais baixa, foi o quarto mais rentável em 2016, atrás do Montepio Tesouraria, IMGA Liquidez e BPI Liquidez. No entanto, é menos volátil do que qualquer um desses concorrentes.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Comercialização
2016 2014-16 2012-16 2007-16
PTYCFLHM0007 CA Monetário 0,07% 0,57% 1,11% 1 Crédito Agrícola
PTAFIBHE0001 IMGA Extra Tesouraria III 0,06% 0,35% 1,11% 1 ActivoBank, Millennium bcp
PTYCXWHE0010 Caixagest Liquidez 0,05% 0,29% 0,74% 1 Best, CGD*
PTYMEHLE0014 Caixa Fundo Monetário 0,03% 0,31% 0,92% 1 CGD*
*O Banco Best e a Caixa Geral de Depósitos cobram uma comissão de resgate equivalente à valorização verificada nas unidades de
participação entre a data de subscrição e a de resgate no caso da detenção das unidades de participação por um período inferior a sete dias.

Como o Observador escolheu os melhores fundos

Para eleger os melhores fundos, usámos o rácio de Sortino. É uma medida de rentabilidade ajustada pelo risco, considerando, no entanto, apenas o risco de perda. Os cálculos apoiam-se nas rentabilidades mensais acima da Euribor a um mês e na volatilidade dos prejuízos mensais de 2012 a 2016.

Foram analisados todos os fundos abertos registados em Portugal comercializados junto dos investidores de retalho.

O ISIN (International Securities Identification Number) é um código de identificação único de instrumentos financeiros. É composto por 12 caracteres alfanúmericos. Se quiser falar com o seu intermediário financeiro sobre um destes fundos, é este código que deve indicar.

Por motivos fiscais, as rentabilidades foram ajustadas. Até 1 de julho de 2015, os investidores particulares não eram tributados diretamente quando resgatavam fundos portugueses com ganhos. A partir de então, são alvo de uma retenção na fonte à taxa de 28%, embora as mais-valias possam ser englobadas aos restantes rendimentos. Logo, desde 1 de julho de 2015, os fundos portugueses funcionam fiscalmente como os fundos estrangeiros.

Assim, o Observador ajustou as rentabilidades da seguinte forma:

Estas rentabilidades ajustadas foram posteriormente anualizadas.

A classe de risco é aferida pela volatilidade (desvio-padrão) das rentabilidades semanais de 260 semanas. Varia entre um (risco baixo) e sete (risco elevado), de acordo com o artigo 74.º do Regulamento da CMVM n.º 2/2015:

Classe de risco Intervalo de volatilidade
Maior que ou igual a Menor que
1 0% 0,5%
2 0,5% 2%
3 2% 5%
4 5% 10%
5 10% 15%
6 15% 25%
7 25%

Elegemos os melhores fundos apenas nas 62 categorias em que encontrámos pelo menos oito fundos com políticas de investimento homogéneas e com mais de cinco anos.

Toda a informação foi atualizada a 31 de dezembro de 2016. As fontes de informação usadas foram a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, a Bloomberg, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Morningstar, as sociedades gestoras e as entidades comercializadoras.

David Almas é analista financeiro independente registado na CMVM com o número oito. O autor trabalha subordinado ao Código Deontológico dos Jornalistas.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)