Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Durante décadas, António Madaleno pertenceu à comunidade religiosa das Testemunhas de Jeová. Viveu de acordo com todos os seus preceitos e chegou até a fazer parte do corpo de anciãos, homens experientes e de percurso imaculado, maioritariamente casados, que desempenham o papel de pastores.

Depois, começou a ter dúvidas, e enveredou por um caminho que, depois de muitas interrogações e investigações, culminou finalmente na sua dissociação formal da religião, em 2018, depois de um afastamento de sete anos.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.