Com o avanço do plano de desconfinamento em Portugal são cada vez mais gritantes as reações nas redes sociais para que tudo volte ao normal. No passado dia 14 de maio, surgiu uma publicação no grupo #sairdecasa, com cerca de 31 mil membros, onde se partilhou um excerto da mais recente entrevista do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, à RTP1, concedida no passado dia 13 de maio.

Publicação viral que desvirtua palavras de Marcelo Rebelo de Sousa.

O autor escreve o seguinte: “Marcelo Rebelo de Sousa disse que ‘a pandemia realmente chegou ao fim’”. Sugere-se, então, que o presidente da República admitiu que a situação pandémica criada pela Covid-19 já tinha acabado, “fugindo-lhe a boca para a verdade”. “Contorcionista profissional como é, bem sabemos que virá mais tarde dizer que estava a falar no campo das hipóteses, mas quem entende português, ficou claro”, declara-se na publicação viral. Atingiu os 140 gostos e as 80 partilhas. Trata-se, no entanto, de uma publicação enganadora.

Para se perceber o que Marcelo Rebelo de Sousa realmente quis dizer, é necessário analisar o contexto em que a declaração é proferida. Quando tinha decorrido meia hora de entrevista, o Presidente da República foi questionado sobre possíveis remodelações no Governo de António Costa, assunto que tem sido amplamente comentado na imprensa nacional.

Ora, sem querer comentar o que deverá fazer o primeiro ministro, Marcelo Rebelo de Sousa garantiu que essa decisão cabe a quem lidera o executivo atual, dependendo de diferentes fatores. “A decisão é sempre dos primeiros-ministros. Já houve de tudo: remodelações amplas, restritas, pontuais. Depende muito da avaliação do primeiro-ministro e, depois, do contexto”, afirmou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

E é precisamente nesta parte que reside a chave para se compreender a citação que acabou por viralizar nas redes sociais. “O contexto é fundamental, a pandemia realmente chegou ao fim,  a reconstrução económica começou, quais os seus termos, quais os sectores que, em cada momento, o primeiro ministro entende que merecem ou não serem retocados”, disse o Presidente da República.

Portanto, para Marcelo Rebelo de Sousa, “que nunca foi primeiro-ministro”, António Costa poderá fazer uma avaliação sobre possíveis remodelações, dependendo do estado em que o país se encontre, quer do ponto de vista social, económico mas também da pandemia de Covid-19. Mas nunca alegou que a situação pandémica tinha chegado ao fim no país.

Conclusão

Não é verdade que o presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa tenha ditado o fim da pandemia de Covid-19 em Portugal. Durante a entrevista concedida à RTP1, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre possíveis remodelações no governo liderado por António Costa. Em resposta, o Presidente da República, sem avançar com uma opinião sua, disse que essas remodelações dependeriam sempre do cenário social, económico e do estado da pandemia em Portugal. Portanto, nunca decretou o fim da Covid-19 no país em nenhum momento da entrevista em questão.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ENGANADOR

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge