No passado dia 21 de janeiro, Joe Biden tomou posse como 46º presidente dos Estados Unidos da América (EUA). Como manda a tradição, o presidente cessante deixou uma carta ao seu sucessor na Sala Oval. No entanto, segundo alguns utilizadores das redes sociais, nomeadamente no Facebook, o conteúdo deste documento foi tudo menos pacífico, tal como tem sido o ambiente caótico, de violência, com acusações de fraude eleitoral desde as eleições de novembro do ano passado . A 21 de janeiro, no dia da inauguração, uma publicação partilhava uma fotografia da alegada carta, com a seguinte frase, assinada por Donald Trump. “Joe, tu sabes que ganhei”. Trata-se, no entanto, de uma publicação falsa.

Post viral publicou carta de Trump a Biden. É falsa.

A carta, de facto, existiu, tal como foi garantido por diferentes órgãos de comunicação social internacionais, como o Politico. Mesmo assim, o jornal norte-americano afirmou que a Casa Branca não divulgou o seu conteúdo. Por outro lado, Joe Biden ficou agradado com o que leu. “O presidente deixou-me uma carta muito generosa”, disse, citado por aquele jornal. No entanto, o próprio afirmou que não iria falar no seu conteúdo antes de conversar com Trump e também por se tratar de uma “carta privada”. Ou seja, se Biden gostou do documento, não é provável que o que estava lá escrito fosse uma continuação da guerra entre os dois candidatos.

O Politifact, fact-checker do The Poynter Institute, considerou esta publicação como falsa, porque não conseguiu encontrar evidências de que a carta partilhada fosse sequer real. Aliás, o selo que é visível no topo da imagem nem é semelhante ao que já foi encontrado noutras cartas oficiais de Donald Trump, tal como assegura o Politifact. De facto, ao consultar documentos semelhantes, é percetível que o símbolo não é, de todo, igual, tal como se vê no exemplo publicado pelo jornal norte-americano, New York Times.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Outros fact-checkers internacionais, como a agência de notícias Reuters, que também considerou esta publicação como falsa, divulgaram ainda outros exemplos de cartas do antigo presidente dos EUA: ao presidente da Turquia, Tayyip Erdogan em 2019 ou ao líder norte-coreano, Kim Jong Un. Nenhum tem um símbolo sequer parecido com o que foi divulgado na publicação original.

Conclusão

Não é verdade que Donald Trump tenha escrito uma carta ao seu sucessor, Joe Biden, onde se lia o seguinte: “Joe, tu sabes que ganhei”. Até ao momento, tal como garantiram diferentes órgãos de comunicação social norte-americanos, não é possível saber o conteúdo dessa carta. O novo presidente dos EUA veio dizer que não iria partilhar o conteúdo até falar com o seu antecessor. Depois, acabou mesmo por afirmar que a carta era  muito “generosa”.  Por outro lado, outros documentos semelhantes não possuem o mesmo selo do que aquele que é divulgado na publicação original.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge