Rádio Observador

Fact Check

Fotografia mostra chuva a apagar fogos na Amazónia?

618

Páginas de apoio a bombeiros fizeram publicações que dizem que chuva começou a apagar fogo na Amazónia. Em Portugal, a história falsa teve milhares de partilhas em poucas horas.

A frase

“"Está a chover na Amazónia. Boa notícia, graças a deus!"”

— Página de Facebook "Obrigado Bombeiros", 23 de agosto de 2019


As fotografias falsas ou descontextualizadas não param de aparecer na sequência dos incêndios que nos últimos dias têm devastado a Amazónia, no Brasil. A página “Obrigado Bombeiros” partilhou na manhã desta sexta-feira uma imagem de chuva a cair numa floresta, com a legenda: “Está a chover na Amazónia. Boa notícia, graças a deus!” Dois minutos depois, a página “Bombeiros Portugueses” fazia o mesmo com a legenda: “Já cai chuva na Amazónia”. Esta é mais uma história falsa com uma fotografia descontextualizada, que foi tirada entre 2003 e 2004 no âmbito de um trabalho sobre a água no Brasil. Em quatro horas, só nestas duas páginas, a falsa história foi partilhada mais de 1500 vezes.

Como a AFP escreveu, a informação falsa já estava a ser partilhada pelo menos desde o dia 22 de agosto noutras línguas antes de chegar às redes sociais em Portugal. Em Espanha, a mesma imagem chegou a ser utilizada para dizer que estava a chover nas Canárias, onde também há incêndios.

A mesma notícia circulou em espanhol em diversas páginas do Facebook

Voltando à publicação da página “Obrigado Bombeiros”. Isto não significa que nestes dias não tenha chovido na Amazónia (o território tem uma grande dimensão geográfica e está num clima tropical, pelo que até é provável que haja precipitação). O que é falso é que a chuva esteja a apagar os fogos, já que isso partiu de uma história falsa que começou a circular nas redes sociais.

Quanto à imagem que acompanha o texto, foi tirada entre 2003 e 2004 no âmbito do projeto “Brasil das Águas: Revelando o Azul do Verde e Amarelo, cuja experiência foi contada num livro publicado em 2005. Durante dois anos, o casal Gérard Moss e Margi Moss (a autora da fotografia) andaram pelo Brasil a recolher amostras de água de vários rios e lagos brasileiros. Fizeram viagens a bordo de um avião anfíbio, fizeram mais de 100 mil quilómetros e entregaram as recolhas de água a investigadores brasileiros de vários institutos do país. A fotografia fazia parte de uma recolha de Margi Moss, que foi criando um diário de bordo ao longo da expedição, com fotografias e textos.

Dezenas de imagens falsas e descontextualizadas

As imagens falsas associadas aos incêndios na Amazónia têm proliferado nas redes sociais. Uma delas é a fotografia de um macaco a segurar uma cria morta nos braços alegadamente durante os incêndios que decorrem na Amazónia. Na verdade, a fotografia foi tirada em 2017 em Jabalpur, na Índia, e o fotógrafo que a tirou, Avinash Lodhi, contou ao The Telegraph nesse ano que a cria do macaco apenas tinha caído e que não morreu naquela circunstância.

Ainda assim, em Portugal, várias pessoas foram enganadas. A cantora Carolina Deslandes partilhou a publicação no Instragram, com a indicação: “O pulmão do mundo a arder. Como é que é possível? Sem palavras.” Não é o texto que tem qualquer problema, mas sim a fotografia que o acompanha. Já teve perto de 30 mil “gostos” na publicação.

O mesmo aconteceu com o ator e humorista Eduardo Madeira no Facebook, numa publicação que foi partilhada mais de cinco mil vezes e teve mais de 800 comentários.

Como o Observador escrevia na quinta-feira, o próprio Bloco de Esquerda partilhou uma fotografia de um ano diferente e de outra zona do Brasil. Após ser alertado para o erro, o Bloco de Esquerda editou a publicação e publicou um comentário no mesmo espaço a dar conta do sucedido. “Fomos alertados para o facto de termos usado uma fotografia que não corresponde aos incêndios atuais da Amazónia”, escreviam os bloquistas. Que argumentaram terem sido “induzidos em erro por vários órgãos de comunicação social que a utilizaram”.

???? A Amazónia está a arder. É um problema mundial e é uma consequência direta da política de Bolsonaro. ????Depois de…

Posted by Esquerda Net on Wednesday, August 21, 2019

Houve ainda o caso da fotografia de um coelho carbonizado. A fotografia foi partilhada como tendo sido tirada na Amazónia, mas na verdade a imagem é da autoria de Chris Rusanowsky e foi tirada em novembro de 2018 na Califórnia, nos EUA.

Conclusão

Independentemente de a intenção de alguns leitores ser boa — o alertar para a situação dos incêndios na Amazónia — nestes dias assistiu-se à divulgação de várias imagens falsas ou descontextualizadas sobre os incêndios que decorrem no Brasil. Ao mesmo tempo começou a circular a informação de que estava a chover na maior floresta do mundo e de que a chuva estava a apagar o fogo. Uma das páginas de Facebook, o Salve a Amazónia, chegava mesmo a dizer que “graças a Deus” a chuva caiu às três da manhã da madrugada e tinha apagado 40% do fogo. Não há qualquer informação oficial que o confirme. O que é claro é que as páginas de apoio aos bombeiros portugueses partilharam uma informação falsa, acompanhada por uma fotografia tirada há mais de 15 anos (que partilharam como se fosse atual).

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de factchecking com o Facebook.

O Observador é signatário e entidade verificada pelo International Fact-Checking Network (IFCN)
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rpantunes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)