(Artigo originalmente publicado a 17 de setembro de 2019, dia do debate onde foram feitas as declarações)

O que está em causa

Tem sido um argumento repetido por António Costa nos últimos meses para mostrar que as políticas do Governo trouxeram benefícios à economia portuguesa. No debate com o presidente do PSD, o primeiro-ministro voltou à carga e argumentou que, “pela primeira vez desde o início do século”, Portugal estava a “crescer acima da média europeia”.

Quais são os factos?

Os dados mais recentes do Eurostat mostram que a economia portuguesa cresceu 0,5% do primeiro para o segundo trimestre — o que é pouco —, mas cresceu 1,8% na comparação homóloga (entre o segundo trimestre de 2018 e o segundo trimestre de 2019). A média da UE está nos 1,4% (e a da zona euro nos 1,2%), o que significa que — de acordo com o Eurostat — Portugal com os seus 1,8% está, de facto, a crescer acima da média europeia.

Conclusão

É certo que a média da UE é penalizada pelo desempenho fraco de grandes economias como a Alemanha, o Reino Unido e Itália, que está atrás de países como a Grécia e com um valor baixo no crescimento em cadeia (0,5%). Mas, apesar da desaceleração da economia, é factual o que António Costa disse: Portugal está a crescer acima da média europeia.