Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Retomando a clássica tradição de sugerir leituras para férias nas duas últimas crónicas de Julho (antes do intervalo de Agosto), começo hoje com livros em inglês — para na próxima segunda-feira sugerir algumas obras em português.

A minha primeira sugestão vai para um livro de certa forma divertido, ainda que de grande rigor académico. Chama-se Foretelling the End of Capitalism: Intelectual Misadventures since Karl Marx, de Francesco Boldizzoni (Harvard University Press, 2020). É divertido porque recorda os inúmeros autores que previram ‘cientificamente’  o fim do capitalismo — a começar pelo patético ‘profetismo oracular’ (expressão de Karl Popper) do muito hegeliano Karl Marx. Mas é simultaneamente muito eloquente, porque recorda que a hostilidade contra o chamado ‘capitalismo’ tem profundas raízes iliberais  — numa certa esquerda, seguramente, mas também numa certa direita. 

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.