Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Alemanha é o segundo país mais escolhido pelos europeus como destino de emigração, de acordo com os dados revelados esta terça-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), num estudo sobre migração permanente em 2012.

No topo das escolhas está os Estados Unidos da América (EUA), com o país de Merkel a subir seis posições desde 2009 e a acolher mais de 10% dos imigrantes dos países da OCDE. Em 2012, mais de 30 mil pessoas mudaram-se para a Alemanha.

“Este aumento espetacular deveu-se, sobretudo, aos fluxos migratórios vindos da Europa Central e de Leste e, em menor grau, do sul da Europa”, lê-se no estudo.

O fluxo para os EUA caiu 3%, mas continua a atrair mais de um milhão de pessoas. Em Espanha caiu 22%, em Itália 18% e no Reino Unido 11%.

Documentos

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR