Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O PSD quer ter no futuro próximo um canal de televisão e um jornal digital. O Correio da Manhã noticiou esta segunda-feira que este partido pediu à Nos um estudo técnico para lançar um canal de televisão acessível apenas aos militantes com quotas pagas.

O canal de televisão faz parte de um projeto que o PSD considera “pioneiro”, pois inclui ainda um jornal digital, cujo registo já foi feito na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) sob o nome de “jornal D”. Este jornal deverá ver a luz do dia em breve, pois o processo está mais adiantado do que o da televisão. “Queremos estar na crista da onda na divulgação de informação aos militantes”, justifica ao Observador fonte do PSD. Os dois órgãos de comunicação social estão pensados para serem, de início, apenas para militantes. Num segundo momento, terão os conteúdos abertos.

O PSD está a estudar a viabilidade técnica de um canal no cabo. Atualmente, existe a PSD TV que apenas está disponível na internet e que transmite conferências de imprensa em direto, noticiários do PSD e alguns programas, sem ter emissão permanente.

Segundo o PSD, não há nenhum partido da sua área política na Europa que tenha um canal de televisão e um jornal digital.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR