O primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, vão trabalhar em conjunto para melhorar a competitividade da União Europeia (UE), indicou este domingo um porta-voz de Cameron.

“O primeiro-ministro saudou o compromisso de Juncker para encontrar um bom acordo para o Reino Unido e Juncker disse que se comprometia a encontrar uma solução para as preocupações políticas britânicas”, indicou o porta-voz em comunicado. “Os dois debateram a forma como podem trabalhar em conjunto para tornar a UE mais competitiva e mais flexível”, afirmou.

O porta-voz acrescentou que Cameron e Juncker vão aprofundar esta questão no Conselho Europeu de 16 de julho, durante o qual os chefes de Governo vão discutir as candidaturas para uma série de cargos europeus.

Cameron felicitou Juncker, num contacto telefónico, pela nomeação para a presidência da Comissão Europeia, depois de uma feroz campanha para tentar impedir Juncker de conseguir o cargo.

Inicialmente, Cameron descreveu a vitória de Juncker como “um mau dia para a Europa”, que arriscava pôr em risco o poder dos governos nacionais.

O antigo primeiro-ministro luxemburguês foi nomeado presidente da Comissão Europeia na sexta-feira. A candidatura de Juncker foi apoiada por todos os países-membros, à exceção da Hungria e do Reino Unido.