Rádio Observador

Mundial 2014

Seleção dos Camarões alvo de inquérito após eliminação do Mundial

Depois da eliminação da Copa, as culpas. Atenções viram-se para ministros e jogadores, criticados por uma prestação indisciplinada e marcada por disputas financeiras. Combinação de resultados?

Seleção dos Camarões alvo de inquérito por alegações de boicote no Mundial

Stu Forster

As autoridades dos Camarões estão a investigar o envolvimento de sete dos jogadores da seleção nacional de futebol num esquema de combinação de resultados no Mundial do Brasil. De acordo com a BBC, o comité de ética da federação camaronesa de futebol procura provar a veracidade das alegações de fraude por parte de “sete membros destabilizadores” nos três jogos da fase de grupos. Os Camarões perderam todas as partidas e com um balanço de nove golos sofridos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o Presidente dos Camarões, Paul Biya, terá dado um mês (desde o dia 23 de junho, data da eliminação na prova) ao primeiro-ministro para submeter um relatório sobre a “campanha vergonhosa” feita pela seleção na Copa.

A prestação dos Leões Indomáveis, como é conhecida a seleção, correu mal desde o momento em que partiram para a América. Mesmo antes de a competição arrancar, os jogadores recusaram-se a embarcar no avião que os levaria ao Brasil enquanto não recebessem o pagamento dos prémios de participação na competição. O assunto foi resolvido, a equipa embarcou – ainda que com quase um dia de atraso – e a federação pagou, mas para isso diz ter tido de pedir um empréstimo para satisfazer as exigências dos jogadores, aumentando a quantia dada a cada um em 12 mil dólares (mais de 8 mil euros), escreve o Guardian, que acrescenta que o valor total do bónus não foi revelado.

Feitas as contas aos três jogos da fase de grupos, os Camarões de Samuel Eto’o sofreram nove golos, depois de terem perdido 1-0 frente ao México, 4-0 frente à Croácia e 4-1 no jogo contra o Brasil. O único golo marcado foi no terceiro e último jogo, quando já nada havia a fazer para seguir em frente para os oitavos.

O jogo contra a Croácia é o que está a levantar mais polémica, depois de dois jogadores camaroneses, Benoît Assou-Ekotto e Benjamin Moukandjo, se terem envolvido em confrontos, e depois de Alex Song ter sido expulso por ter dado um murro nas costas de um croata.

“Alguns jogadores estiveram muito mal”, disse o treinador Volker Finke no fim da partida, sublinhando que o jogo estava inicialmente equilibrado e que os Camarões podiam ter marcado se quisessem. “O comportamento de alguns membros da equipa não é nada satisfatório, mesmo quando éramos 11, a sua prestação não foi aceitável”, disse.

Depois da eliminação, os media locais pediram sanções. Num dos tablóides lia-se, na primeira página, a menção “Todos culpados” acompanhada das fotografias do ministro do Desporto, do selecionador nacional Volker Finke e do capitão Samuel Eto’o. Todos responsáveis pela “prestação vergonhosa” dos Camarões no Mundial, dizem.

No Gana, o cenário é semelhante, com problemas disciplinares e orçamentais a ditarem a prestação da seleção na Copa e a levantarem questões de fraude e boicote.

Horas antes do derradeiro jogo do Gana na fase de grupos, frente a Portugal, dois jogadores foram impedidos de jogar pela Federação. Sulley Muntari foi suspenso por atacar “sem motivo um membro do Comité Executivo da GFA [associação ganesa de futebol]”, e Kevin-Prince Boateng foi sancionado na sequência dos “vulgares insultos verbais” que o médio do Schalke 04 terá dirigido durante a semana a Kwesi Appiah, o selecionador nacional.

As suspensões surgiram depois de também o Gana ter resolvido uma disputa em torno do pagamento de bónus pela participação no Mundial que era exigido pelos jogadores, com o o Presidente do país, John Mahama, a intervir pessoalmente, enviando a quantia necessária para o Brasil a tempo de a seleção entrar em campo.

No seguimento dos incidentes, John Mahama, já afirmou que iria abrir uma investigação à prestação da seleção na competição, e já demitiu o ministro do Desporto e o seu vice. Em três aparições em mundiais de futebol, esta é a primeira vez que o Gana falha o apuramento para os oitavos de final.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rdinis@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)