Os juros da dívida de Portugal estavam nesta sexta-feira a cair em todos os prazos, no dia seguinte ao Tribunal Constitucional ter validado os cortes nos salários dos funcionários públicos em 2014 e 2015. Cerca das 09h38, os juros da dívida portuguesa a dois anos desciam para 0,663%, contra 0,682% registados na quinta-feira.

Na maturidade dos cinco anos, a dívida portuguesa negociava-se no mercado secundário com os juros a descerem para 1,969%, abaixo dos 2,020% da sessão anterior. No prazo a 10 anos, os juros da dívida portuguesa aliviavam para 3,491%, abaixo dos 3,542% da sessão precedente, depois de terem descido até aos 3,323% a 11 de junho, o mínimo desde outubro de 2005.

Os juros da dívida soberana da Irlanda desciam hoje em todos os prazos. Dublin terminou oficialmente, a 15 de dezembro passado, o programa de ajustamento solicitado em 2010 à ‘troika’, no valor de 85 mil milhões de euros. Os juros de Espanha subiam ligeiramente a dois anos, mas desciam a cinco e dez anos. Os juros da dívida soberana grega caíam a cinco e dez anos, enquanto no caso da Itália subiam a dois, cinco anos e dez anos.