Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, ordenou ao Exército israelita que retomasse a ofensiva à faixa de Gaza depois de esta tarde terem sido lançados três rockets contra Israel. Cessar-fogo de 24 horas que tinha sido acordado ontem à noite no Cairo volta a cair por terra.

Três rockets lançados a partir da faixa de Gaza atingiram a cidade de Beer Sheva, no sudeste de Israel, confirmaram militares israelitas. Israel não perdeu tempo a responder, com o primeiro-ministro a dar ordens de retaliação.

De acordo com a BBC, um oficial israelita confirmou que “locais de terror” seriam atingidos “em resposta ao facto de o Hamas ter violado as tréguas”. Depois de retomada a ofensiva o Hamas não se responsabilizou imediatamente pelo lançamento dos rockets, mas antes o porta-voz do grupo militar palestiniano tinha avisado: “Se Netanyahu não percebe a linguagem política do Cairo, nós sabemos como o fazer entender”.

Na noite de segunda-feira tinha sido acordado no Cairo um prolongamento por mais 24 horas de um cessar-fogo de cinco dias, numa altura em que as negociações pareciam estar a caminhar no sentido de uma solução mais duradoura que pusesse fim à violência que marcou o último mês.

Segundo dados oficiais, já morreram mais de 2 mil palestinianos e 66 israelitas desde que esta nova fase da ofensiva em Gaza começou no último dia 8 de julho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR