O Irão começou a censurar as imagens publicadas na aplicação de partilha de fotos Instagram, removendo conteúdo que considera “ofensivo”, como parte de um projeto do governo para examinar contas de redes sociais, informou hoje a imprensa local.

“A filtragem de páginas com conteúdo imoral no Instagram começou na quarta-feira à noite no Instagram,” disse o governo do Irão. O jornal Shargh, citando a agência oficial de notícias Fars, disse que o acesso a outros sítios ainda era possível. “Com o sucesso da filtragem de conteúdo ofensivo em redes sociais, não é necessário muito tempo para bloqueá-los completamente e os usuários podem aceder ao sítio de forma correta”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com a Fars, o ministro das telecomunicações Mahmoud Vaezi disse que a primeira fase do plano do governo para filtrar o conteúdo foi “bem sucedido na rede que estava sob a maior pressão”, referindo-se ao Instagram. Acrescentou que entre cinco e 10 por cento de conteúdo seriam afetados pelas medidas.

Em outubro, uma conta do Instagram com o nome Rich Kids de Teerão foi temporariamente bloqueada devido à existência de várias fotos que mostravam raparigas vestidas com roupas ocidentais em festas onde havia bebidas alcoólicas. As autoridades iranianas bloqueiam, com frequência, o acesso a redes sociais, como o Twitter ou o Facebook, factos que os críticos do governo e a oposição usam para criticar o governo de Teerão.