A polícia francesa encontrou neste sábado o apartamento que o sequestrador de Paris Amedy Coulibaly utilizava como esconderijo na cidade, avançou a brigada anti-criminal da Polícia Nacional da França à rádio RTL.

O lugar, localizado no distrito de Gentilly, a quatro quilómetros de Paris, continha um stock de armas, detonadores, dinheiro, bandeiras do Estado Islâmico, telemóveis e outros materiais e pode ter servido como base de apoio para um possível atentado terrorista, avançaram as autoridades francesas.

A polícia francesa informou que o local estava arrendado de 4 a 11 de janeiro e foi encontrado a partir do carro de Coulibaly, abandonado perto do esconderijo em Arcueil, a dez quilómetros de Paris.

Equipas forenses estão a examinar o apartamento para determinar se Hayat Boumeddiene também esteve no lugar, informou a RTL. Companheira de Amedy Coulibaly, Hayat é procurada por supostamente ter ajudado a matar uma mulher polícia em Montrouge e a barricar-se num supermercado judaico em Porte de Vincennes, segundo as últimas informações obtidas pela polícia francesa.

 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR