O papa Francisco aterrou hoje no Sri Lanka para uma visita de dois dias, que deve centrar-se na reconciliação em curso no país dilacerado pela guerra civil.

Depois de desembarcar no aeroporto de Colombo, o papa foi saudado pelo novo Presidente do Sri Lanka, no início de uma visita de dois dias durante a qual vai realizar uma missa ao ar livre que deverá juntar um milhão de pessoas e canonizar primeiro santo da ilha, informou a AFP.

A visita do papa ao Sri Lanka ocorre cinco meses depois da visita à Coreia do Sul, em agosto passado.

Francisco volta ao continente para expressar aos cidadãos e governantes asiáticos “uma vez mais o desejo da Santa Sé de contribuir para o bem comum, a harmonia e a concórdia social”.

Depois do Sri Lanka, o papa parte para as Filipinas, onde termina a viagem a 19 de janeiro.