A internet é um vício cada vez mais comum entre os adolescentes chineses. Apesar de existirem cada vez mais clínicas e campos de reabilitação, que prometem curar os jovens da adição, há quem prefira tomar medidas mais drásticas. É o caso de um jovem de 19 anos da cidade de Nantong, na província chinesa de Jiangsu, que cortou a própria mão para se livrar do vício, refere o Telegraph.

Durante a noite, o jovem, que foi identificado por “pequeno Wang”, tirou uma faca da cozinha e saiu de casa. Uma vez na rua, e sem ninguém ver, sentou-se num banco e cortou a mão esquerda pelo pulso. Depois, chamou um táxi e pediu que o levasse ao hospital mais próximo. Para trás, deixou a mão caída junto ao banco. Esta foi depois recuperada pela polícia e reimplantada. Os médicos não garantem, contudo, que o jovem consiga recuperar a mobilidade total da mão cortada.

De acordo com o jornal britânico, a mãe do jovem percebeu que algo de errado se passava quando entrou no quarto do filho e o encontrou vazio. Eram 11 da noite. Em cima da cama encontrou um bilhete escrito pelo jovem, que explicava apenas que se tinha ausentado para ir ao hospital. Aos jornalistas, a mãe de Wang explicou que não consegue aceitar o que aconteceu. “Não conseguimos aceitar o que aconteceu. Foi completamente do nada. Ele era um rapaz inteligente”, disse. Um dos professores do adolescente não teve problemas em culpar o vício da internet, que terá tornado o “pequeno Wang” violento e impulsivo.