Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ao que parece, um sétimo filho está a caminho. Segundo avança a revista australiana Women’s Day, Angelina Jolie e Brad Pitt vão adotar mais uma criança. Desta vez trata-se de um menino sírio de dois anos, chamado Moussa; uma criança órfã a quem a guerra que há quatro anos destrói aquele país teria capacidade para lhe roubar o futuro.

Atualmente, o bebé encontra-se a viver no campo de refugiados Altinozu, na Turquia. E terá sido aí, numa visita realizada no início do ano e a mando das Nações Unidas, que a atriz norte-americana viu o futuro filho pela primeira vez. Relembramos, Angelina Jolie é a cara da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR) — no lugar de Embaixadora da Boa Vontade — e em abril de 2012 foi destacada como Enviada Especial do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, cargo ocupado pelo português António Guterres.

Se os relatos se provarem verdadeiros, o pequeno Moussa juntar-se-á aos outros três filhos adotados pelo casal-sensação, igualmente resgatados de cenários devastados pela guerra: Maddox, Pax e Zahara (de 13, 11 e 9 anos, respetivamente), além dos três filhos biológicos, Shiloh (a menina que se gosta de vestir à rapaz), 8, e os gémeos Vivienne e Knox, de 5 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR