O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, promulgou uma lei que autoriza o destacamento de tropas estrangeiras em território nacional para manobras militares.

Segundo um comunicado da presidência, o exército ucraniano vai realizar neste ano de 2015 três exercícios conjuntos com tropas norte-americanas e dois com tropas polacas.

O primeiro desses exercícios realiza-se a partir de 20 de abril com a chegada a Lviv (oeste) de 290 paraquedistas dos Estados Unidos para treinar militares ucranianos, segundo anunciou horas antes o ministro do Interior, Arsen Avakov.

Os paraquedistas, da 173.ª brigada aerotransportada, cuja base é em Itália, vão treinar cerca de 900 militares da Guarda Nacional da Ucrânia em três fases, cada uma de oito semanas de duração, seguidas de exercícios militares.

A Guarda Nacional ucraniana é constituída por reservistas.

Antes, em meados de março, um grupo de instrutores militares britânicos chegou à Ucrânia para treinar as forças que combatem os separatistas pró-russos do leste, onde está em vigor um cessar-fogo desde 15 de fevereiro.

Tanto as autoridades ucranianas como a NATO consideraram hoje que a situação no leste estabilizou nas últimas semanas, embora ambos os lados denunciem violações esporádicas da trégua.