O primeiro auto teste ao Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) já está à venda no Reino Unido. Segundo o The Guardian, este teste vai permitir que cada um possa fazer uma análise a si próprio com um grau de fiabilidade de 99,7%.

Estima-se que, no Reino Unido, 26 mil pessoas estejam infetadas sem saber. Ou seja, podem mesmo infetar outras pessoas sem terem conhecimento de que o estão a fazer. Graças à evolução dos tratamentos, já é possível controlar a doença, mas o diagnóstico tardio pode ter efeitos graves na saúde do infetado.

O auto teste consegue detetar a presença do vírus através de uma pequena picada no dedo. Os resultados são conhecidos em apenas 15 minutos. O facto de poder ser adquirido pela internet ainda o torna mais discreto. Ainda assim, caso o teste dê um resultado positivo, deve ser feita uma contra análise num centro médico. Quem tenha comportamentos de risco deve testar-se de três em três meses.

Até agora, a única forma de fazer este teste de forma mais discreta era em casa. Mesmo assim obrigava à recolha do sangue por parte de outra pessoa. Esta análise implicava uma recolha de sangue maior que teria, depois, de ser enviada para um laboratório. O resultado chegava, depois, por mensagem ou telefone cinco dias mais tarde. Estudos indicam que doentes infetados pelo vírus da SIDA a quem o diagnóstico é feito tarde demais têm onze vezes maior probabilidade de morrer no ano em que é feito o o diagnóstico.