A agência de ‘rating’ canadiana DBRS colocou hoje 38 grupos bancários europeus em observação negativa, entre os quais o BCP e o Montepio, devido às novas regras europeias que tornam mais difícil que as instituições financeiras recebam apoio estatal.

O Banco Comercial Português (BCP) e a Caixa Económica Montepio Geral, entidades portuguesas que são avaliadas pela DBRS, encontram-se nesta lista, encontrando-se assim o seu ‘rating’ enquanto emissores de dívida de longo prazo e de recetores de depósitos sob observação com implicação negativa.

Atualmente, quer o BCP, quer o Montepio contam com uma notação de ‘BBB’ (low) no que toca às suas dívidaS seniores de longo prazo.

Esta decisão da DBRS foi anunciada no dia seguinte à agência de notação financeira Fitch ter adotado uma postura semelhante relativamente a cerca de 40 instituições financeiras europeias, entre as quais se encontram o BCP, o BPI, o Montepio e o Banif.

“Estas ações de ‘rating’ foram conjugadas com a revisão da Fitch para o apoio soberano à banca em termos gerais, anunciado em março de 2014. Em linha com as expectativas anunciadas em março do último ano e comunicadas com regularidade desde então, a Fitch acredita que as iniciativas legislativas, regulatórias e políticas reduziram substancialmente a probabilidade de os bancos comerciais dos Estados Unidos (EUA), Suíça e União Europeia receberem apoios estatais”, lê-se num comunicado divulgado na terça-feira pela Fitch.

 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR