211kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

O MEO ajuda-o a poupar, simule aqui.

Sondagens do dia: Coligação alarga vantagem para o PS

Este artigo tem mais de 5 anos

O estudo da Intercampus dá uma vantagem recorde para a coligação, que consegue agora mais 5,1 pontos percentuais do que o PS. Este, em contrapartida, encurtou distâncias na sondagem da Católica.

i

JOSÈ SENA GOULÃO/LUSA

JOSÈ SENA GOULÃO/LUSA

Uma vantagem recorde. O estudo da Intercampus para a TVI/TSF e Público divulgado este domingo coloca a coligação Portugal à Frente, com 38,1% nas intenções de voto, a 5,1 pontos percentuais do PS, que se fica pelos 33%.

No entanto, a sondagem da Universidade Católica para a RTP conta uma história diferente: a coligação continua à frente e ainda na casa dos 40%, mas os socialistas parecem recuperar caminho, estando agora a 7 pontos de diferença – no sábado, PSD e CDS estavam a 10.

Em comum, as duas sondagens têm o número crescente de indecisos: 22,8% no caso da Intercampus, 25% para a Católica.

O que diz a sondagem da TVI?

A tracking poll da Intercampus para a TVI/TSF e Público atribui a Pedro Passos Coelho e a Paulo Portas 38,1% nas intenções de voto e a António Costa 33%. A coligação Portugal à Frente cava, assim, um fosso ainda maior para o PS.

No entanto, nem tudo são más notícias para os socialistas. O PS parece conseguir, ainda assim, inverter a tendência negativa registada durante toda a semana – subiram 0,2 pontos percentuais em relação a sábado. PSD/CDS continuam a crescer, estando agora mais perto do valor mais alto registado (40,1%).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A CDU, por sua vez, mantém-se na casa dos 9% e o Bloco de Esquerda parece ter estabilizado nos 6,7%. Destaque, ainda, para a subida do número de indecisos: de acordo com o estudo da Intercampus, há 22,8% de portugueses que ainda não decidiram em quem votar.

Em sentido inverso, o número de pessoas que diz que vão votar nos partidos sem assento parlamentar continua em queda: 4,1% dos inquiridos dizem que vão votar noutros partidos.

E o que dia a sondagem da RTP?

O estudo da Universidade Católica para a RTP traz boas notícias para PS e CDU: os socialistas conseguem atingir os 34% nas intenções de voto e reduzir a vantagem para a coligação, que nesta sondagem desce dois pontos percentuais em relação a sábado (tem agora 41%).

Já os comunistas, conseguem subir um ponto em relação ao dia anterior e chegam agora aos 9% – a CDU parece ter estabilizado entre os 8-9%. Para Catarina Martins e Bloco de Esquerda, os resultados desta sondagem nada trazem de novo: mais uma vez, os bloquistas surgem como quarta força política mais votada, com 7%.

Em relação aos outros partidos, este estudo diz que 5% dos inquiridos vão votar em partidos sem assento parlamentar. O número de indecisos, por sua vez, volta a crescer em relação a sábado: a 14 dias das eleições, 25% dos portugueses não sabem em quem vão votar.

A tracking poll da Intercampus para a TVI/TSF e Público foi feita com uma amostra de 1.025 entrevistas, com uma taxa de resposta de 58,1% e uma margem de erro 3,1%. Já na sondagem da Universidade Católica para RTP, a amostra foi de 1.075 inquéritos, teve uma taxa de resposta 59% e uma margem de erro de 3%.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.