440kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Sondagens do dia. 5, 6 ou 12 pontos de vantagem?

Este artigo tem mais de 5 anos

De acordo com a Marktest, PSD/CDS têm agora uma vantagem de 12,4 pontos em relação ao PS. Na sondagem da TVI e RTP, a vantagem é de 6,3 e 5 pontos percentuais.

i

ESTELA SILVA/LUSA

ESTELA SILVA/LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É a “maior sondagem das legislativas”, classifica a Marktest. O estudo divulgado inicialmente pelo Jornal de Negócios esta quarta-feira mas a que o Observador também teve acesso dá uma vantagem à coligação de 12,4 pontos percentuais em relação ao PS. Pedro Passos Coelho e Paulo Portas estão agora com 41% nas intenções de voto contra 28,6% de António Costa. Quanto à CDU, consegue 9,3% dos votos e o Bloco de Esquerda chega aos 8,7%.

Más notícias para os partidos sem assento parlamentar: todos somados conseguem apenas 3,4% das intenções de voto. O Livre/Tempo de Avançar, por exemplo, chega aos 0,8%, o PAN e o PDR ficam-se pelos 0,7%. Um em 10 inquiridos diz que vai votar em branco: 9,1%.

Screen Shot 2015-10-01 at 07.44.40

No entanto, de acordo com esta sondagem da Marktest, realizado nos dias 22, 23 e 29 de setembro, a percentagem de indecisos continua muito alta: quase 30% dos inquiridos dizem não saber ainda em quem vão votar ou então não responderam. Além disso, 6% dizem que não vão votar no dia 4 de outubro.

As projecções de voto voto resultam de uma distribuição dos indecisos realizada a partir dos resultados brutos obtidos no inquérito. A Marktest também informou que a o método utilizado foi o contacto telefónico junto de indivíduos “seleccionados pelo sistema de quotas”. Da amostra de 1.607 entrevistas resulta uma margem de erro de 2,44%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Marktest deu ainda algumas indicações sobre as variáveis geográficas e demográficas das intenções de voto em bruto:

  • “a Coligação Portugal à Frente , regista as intenções de voto mais elevadas junto do segmento etário com Mais de 54 anos, atingindo os 44% e junto dos residentes nas regiões do Litoral Norte e Interior Norte 44% e 50% respectivamente;
  • o Partido Socialista vê as suas intenções de voto mais reforçadas também junto daqueles que tem Mais de 54 anos (35.2%), e junto dos residentes na Região da Grande Lisboa, e no Sul, 31.4% e 32.2% respectivamente;
  • cerca de 42% daqueles que manifestaram intenção de votar no Bloco de Esquerda tem idades compreendidas entre os 18/34 anos , sendo que esta força partidária atinge os valores de intenção de voto mais elevados junto dos residentes do Grande Porto e do Sul, 13.6% e 11.9% respectivamente.
  • numa análise pela variável género, assinalar que a Coligação PàF e a CDU , recolhem maior número de intenções de voto junto do público masculino ( 42% e 11.8% respectivamente) e o PS e o BE registam intenções de voto ligeiramente superiores junto do eleitores femininos ( 29.9% e 10.8% respectivamente)”.

O que dizem as sondagens da TVI e da RTP?

Na tracking poll da Intercampus para a TVI/TSF e Público, divulgada esta quarta-feria, o PS, agora com 32,1% das intenções de voto, recupera terreno para a coligação – que desce 0,4 pontos percentuais em relação a terça-feira.

O outro destaque vai para o crescimento da CDU, que alcança os 8,4%, mais duas décimas face à anterior sondagem. O Bloco de Esquerda parece ter estabilizado nos 7,9%.

Desce também o número de inquiridos que diz estar indeciso (21,1%) e o número de entrevistados que diz que vai votar noutros partidos (3,9%).

O mesmo diz a sondagem da Universidade Católica para a RTP. Neste caso, o PS – com 34% – cresce um ponto percentual e diminui a diferença para a coligação, que se mantém nos 39%. A diferença entre PàF e socialistas é de agora 5 pontos percentuais.

Diferente é a tendência de voto na CDU. Os comunistas (10%) descem um ponto percentual em relação a terça-feira. Já o Bloco mantém-se na casa dos 8%.

O número de indecisos continua muito elevado – 26% – e o número de inquiridos que diz que vai votar noutros partidos mantém-se nos 5%.

A tracking poll da Intercampus para a TVI/TSF e Público foi feita com uma amostra de 1.017 entrevistas, com uma taxa de resposta de 58,7% e uma margem de erro 3,1%. O estudo da Universidade Católica para a RTP foi feito com uma amostra de 1.070 entrevistas, uma taxa de resposta de 57% e uma margem de erro de 3%.

Sondagem da Aximage para o Correio da Manhã

O Correio da Manhã também tem vindo a realizar sondagens diárias da responsabilidade da Aximage. Este estudo é aquele cuja ficha técnica apresenta maior margem de erro (6,9%). O resultado desse estudo divulgado na edição de 1 de Outubro indicava uma intenção de voto de 40,3% na coligação (na véspera era de 39%) e de 31,8% no PS (32,1% a 30 de Setembro).

Este estudo começou a ser publicado a 19 de Setembro, altura em que indicava uma intenção de voto de 35,5% para a coligação e 35,1% para o PS. Desde essa data o fosso tem vindo a tornar-se cada vez maior.

(texto actualizado com mais informação da sondagem da Marktest e referência à sondagem do Correia da Manhã)

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.