Um canal de televisão alemão está a ser alvo de críticas depois de ter mostrado uma imagem satírica da chanceler alemã, Angela Merkel, vestida com um xador, uma peça de vestuário feminina tipicamente islâmica, que cobre todo o corpo à excepção do rosto.

A imagem foi mostrada num debate sobre a crise de refugiados, feito durante o programa “Report from Berlin”, do canal alemão ARD, e suscitou polémica, com vários espectadores a acusarem os responsáveis de islamofobia.

Alguns dos espectadores terão mesmo visto semelhanças entre a imagem mostrada no programa às da Pegida, segundo relata o jornal inglês The Telegraph. A Pegida é uma organização alemã que se assume como europeia, patriótica e opositora do que classifica de “Islamização do Ocidente”.

A Pegida organizou um comício esta segunda-feira, na cidade alemã de Dresden, que reuniu milhares de pessoas que protestavam contra a disponibilidade da chanceler do país, Angela Merkel, para receber refugiados na Alemanha.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://twitter.com/PaulWilko657/status/650979065655115777/photo/1

A ARD já reagiu à polémica. Se, por um lado, admite que um dos objetivos da imagem era “provocar e dividir as opiniões”, por outro nega categoricamente que a imagem possa ser encarada como “propaganda anti-islâmica”, e rejeita ligações a quaisquer movimentos anti-migrantes.