Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O CDS marcou Conselho Nacional para a próxima quinta-feira, dia 11 de dezembro, o mesmo dia em que também o PSD decidiu reunir. Ao que tudo indica, e uma vez que os Conselhos Nacionais reunirão para decidir sobre as Presidenciais, ambos os partidos vão declarar o apoio ao candidato Marcelo Rebelo de Sousa, noticia o Público.

Os dois partidos já tinham concordado em acertar uma posição conjunta sobre as presidenciais, mas agora é já claro que a proposta de ambos os partidos é apoiar Marcelo Rebelo de Sousa, o único candidato de centro-direita na corrida a Belém.

Ao contrário daquilo que o PS optou por fazer, ou seja, não apoiar nenhum dos candidatos de esquerda na primeira volta, Passos Coelho já tinha dito que era “provável que o PSD” tivesse “uma posição”. “Não vai haver divisões na nossa área política. Por isso, não deveremos ter a mesma posição que o PS”, referiu numa entrevista à RTP.

Aquando dessa declaração, antes da nomeação de António Costa para primeiro-ministro, Passos Coelho referiu também que o PSD iria a Conselho Nacional em dezembro e que seria nessa altura que a decisão seria tomada, lembrando que a decisão ia ser articulada com o CDS.

*Texto editado por David Dinis

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR