Cosmeticamente falando, 2015 foi um ano bastante interessante e generoso. Aprendemos a fazer contornos de rosto, os lábios roxos — quase pretos – tornaram-se (finalmente) moda, muitas das nossas marcas favoritas chegaram a Portugal (obrigada Marc Jacobs, Michael Kors, Youth Lab e Aerin), a ciência começou a apostar ainda mais em produtos de cosmética com efeito Photoshop para ajudar a disfarçar imperfeições, houve cremes anti-idade a saírem dos laboratórios da Harvard Medical School, as sobrancelhas afirmaram-se e as unhas com efeito gel chegaram finalmente em fórmulas para usar em casa. No meio disto tudo, e em boa hora, 2015 foi o ano para dizer adeus às madeixas californianas e aos “pestanões” à Kim Kardashian.

Puxemos do glitter e do melhor look de festa e celebremos o melhor de 2015 em 11 categorias:

Tendência do ano — Contouring

De repente, a maquilhagem começou a falar mais de ângulos do que uma aula de trigonometria. A grande culpada: Kim Kardashian, claro, com as suas fotografias de Instagram a mostrar os bastidores de um rosto esculpido como uma Barbie perfeita. Sensivelmente a meio do ano, e quando já era tendência número 1 nos Estados Unidos, o contouring chegou a Portugal através de esponjas próprias e de paletes que misturam iluminadores e sombras escuras para redesenhar as maças do rosto ou afilar o nariz. Entretanto já surgiram novas modas acabadas em “ing” a tentar competir com o jogo de contornos — e o que ele demora a conseguir — mas nenhuma conseguiu marcar o ano da mesma maneira.

View this post on Instagram

During & After

A post shared by Kim Kardashian West (@kimkardashian) on

Melhor perfume — Moschino Fresh

Em 2015 houve estreias de peso no mundo da perfumaria, como a de Azzedine Alaïa ou a de Miuccia Prada para a Miu Miu, mas o destaque tem de ir para o enfant terrible Jeremy Scott, que ousou vestir uma fragrância requintada com… um frasco igual ao dos limpa-vidros e detergentes domésticos. Moschino Fresh foi a borrifadela que faltava para confirmar Scott como o Marcel Duchamp da moda e uma brincadeira bem conseguida entre o vulgar e o exclusivo, o barato e o luxuoso, com um bónus: o perfume cheira efetivamente bem.

Moschino Fresh_garrafa

Melhor coleção de maquilhagem — Marc Jacobs

Demorou mas foi. Depois de uma longa espera, a linha de maquilhagem desenhada por Marc Jacobs chegou às lojas Sephora na rentrée de 2015 com nada mais, nada menos do que 23 coleções de produtos de maquilhagem e pincéis. Para além do design que dá vontade de expor cada produto na melhor vitrine da sala — e que foi pensado pelo próprio designer de moda a partir de uma mesa que tem em casa — a qualidade de cada produto não desiludiu, muito pelo contrário. Destaque para a base com água de coco, os batons e vernizes XL, as sombras que levam água dos Alpes e por isso refrescam e ajudam a desinchar os olhos, ou ainda os “blushes” batizados de Shameless porque, como diz Marc Jacobs com a sua habitual irreverência, a única razão para corar é passar pó vermelho nas bochechas.

Marc Jacobs Beauty

Marca do ano — H&M Beauty

Não foi um rebranding, foi um senhor rebranding. Também na rentrée, a H&M resolveu apostar na sua linha de beleza como nunca tinha feito até então, redesenhando não só as embalagens como aumentando toda a gama para umas astronómicas 700 referências. Em Portugal, e à falta de uma Topshop (por enquanto), é a maior (e melhor) coleção de beleza de uma grande cadeia. No meio das novidades e de favoritos como o exfoliante de lábios que dá vontade de comer, há uma linha premium, uma gama Conscious mais ecológica e vários produtos para o cabelo, incluindo o também em voga champô seco.

h&m beauty

Melhor serviço de beleza — Tintura de sobrancelhas com henna da Wink

Não foi uma novidade do ano, mas soube acompanhar toda a atenção que recaiu sobre as cada vez mais importantes sobrancelhas. A provar porque é um sucesso em Portugal, a Wiñk juntou ao seu serviço de depilação a linha, para domar as sobrancelhas mais rebeldes, uma forma de preencher os sobrolhos mais despidos: a coloração feita com henna, uma técnica igualmente milenar que permite corrigir falhas de forma semi-permanente e deixar o lápis de sobrancelhas repousar entre 10 a 15 dias.

henna-sobrancelhas wink

Invenção do ano — Infinite Shine da O.P.I.

A O.P.I entrou a matar a meio do ano para arrasar com as velhinhas rotinas de se pintar as unhas quatro vezes por semana — que é como quem diz na secretária durante a hora de almoço. O grande responsável foi um kit de várias cores com efeito gel, Infinite Shine. A grande inovação em frascos tão pequenos passou por poder dizer adeus às unhas lascadas em dois dias com toda a facilidade de uns vernizes que podem ser usados e removidos como os caseiros, sem necessidade de toda a parafernália de máquina de luz UV e acessórios para polir e remover unhas de gel. Outras marcas têm acompanhado a tendência, para bem da nossa sanidade mental e das nossas unhas, que podem assim ter um acabamento perfeito e duradouro sem os danos que umas tradicionais unhas de gel habitualmente trazem. As horas de almoço já podem ser para descansar e não para transformar a secretária num balcão de manicure.

OPI infinite

Melhor produto low-cost — Pincéis de maquilhagem da Primark

A provar que low-cost não tem de significar produtos de qualidade duvidosa, a Primark — que já nos tinha conquistado com um leque de acessórios indispensáveis em qualquer casa de banho feminina como pacotes de algodão, toalhitas e esponjas a preços simpáticos — lançou os pincéis de maquilhagem PS Love, capazes de convencer a mais exigente das mulheres. Ao todo a linha tem sete pincéis, sendo que cinco são duplos, o que os torna bastante práticos. São de cerdas sintéticas mas macias devido ao polimento nas pontas e conseguem aquilo que mais se procura em pincéis — um acabamento perfeito na maquilhagem. E porque o low-cost também acompanha as tendências e as modas, um deles é uma espécie de esponja Beauty Blender e outro é para fazer contornos. Podem não durar a vida toda como um pincel MAC, é verdade, mas são uma solução funcional e acessível a qualquer carteira.

Melhor produto de corpo — Creme e sérum anti-celulite da Eisenberg

A guerra contra a celulite está para as mulheres como as lâmpadas para os candeeiros — é muito difícil separar uma coisa da outra. Felizmente, os produtos adelgaçantes e anti-celulite têm evoluído nos últimos anos e a ciência tem descoberto ingredientes cada vez mais eficazes na luta contra uma das principais razões de queixa femininas. Este ano a ovação vai para a Eisenberg que, mesmo antes do verão, inundou as perfumarias com um sérum que atua em profundidade e facilita a eliminação do odioso excesso de gordura e retenção de água nas zonas mais complicadas do corpo: braços, ventre, ancas, nádegas, coxas e joelhos. A inovação? Em conjunto com o creme Soin Liftant Corps, o sérum Amincissant Corps trabalha nas zonas do corpo que resistem a qualquer tratamento ou dieta e os efeitos são visíveis a olho nu (e nas constantes idas à casa de banho graças à sua atuação na retenção de líquidos) ao fim de duas semanas.

eisenberg

Melhor produto de rosto — Ultimune Power Infusing Concentrate da Shiseido e Fluído Vinoperfect da Caudalie (ex aequo)

Em 2015, a ciência trabalhou tanto nos cuidados de rosto que se torna difícil escolher apenas um vencedor. Destaquemos então dois produtos: o creme Ultimune Power Infusing Concentrate da Shiseido e o Fluído com Cor Pele Perfeita da Caudalie. As justificações? Por um lado, a Shiseido conseguiu criar um produto revolucionário que ativa a própria imunidade da pele e já ganhou — wait for it — 63 prémios de beleza. Por outro, a Caudalie veio juntar ao já mítico sérum anti-manchas, Vinoperfect, um BB cream com cor e FPS20 que alia o tratamento interno ao aspeto saudável da pele. Porque as manchas são um problema que mexe com a auto-estima e era importante criar um tratamento que, enquanto trata no interior da pele, dá um boost à superfície. Bem pensado, Caudalie.

shiseido

Melhor produto de cabelo — Résistance Thérapiste da Kérastase

Não há como fugir: quem é morena, quer ser loira. Quem tem caracóis, quer alisar o cabelo. As mulheres nunca vão estar satisfeitas — para mal da sua carteira e para bem do mercado da beleza — e vão usar ferros de styling quentes, fazer alisamentos, ondulações e coloração. A juntar a isto ainda temos de lidar com a poluição, o sol, o stress… O nosso cabelo está constantemente exposto a condições que gradualmente o vão deixar danificado, frágil e com vontade de o arrancar e trocar por um novo. A pensar nisso, a Kérastase lançou este ano a gama Résistance Thérapiste, que atua como um motor de arranque inteligente para recuperar o cabelo danificado e recria as qualidades da fibra capilar como se fosse nova. Bye, bye dores de cabelo.

cure_therapiste

Melhor gadget — VisaCare Microdermabrasão da Philips

Não são só os geeks que ficam doidos com gadgets. No universo da beleza já existem um sem número de máquinas e aparelhos que não servem para brincar mas sim para cuidar da pele, corpo, rosto e cabelo. À primeira vista, o nome VisaCare Microdermabrasão da Philips pode assustar mas, trocando por miúdos, trata-se de uma máquina que massaja a pele, estimulando a circulação sanguínea, enquanto remove as células mortas e permite a renovação celular. Por outras palavras, este gadget que já venceu inúmeros prémios de beleza atrasa o “tic tac” do relógio biológico que, dia após dia, vai envelhecendo a nossa pele.

Philipsss

Artigo atualizado às 15h33 de dia 29 de dezembro de 2015.